Nosso segundo dia foi um acumulado de paisagens fantásticas com diferentes rotas de trens, saindo de Appenzell e chegando em St. Moritz.

Pegamos o primeiro trem às 9h30 da manhã na estação de Appenzell, sentido Gossau, o começo da Appenzeller Bahnen. No trajeto, avistamos um pouco mais da paisagem típica de Appenzell até chegar a Herisau, onde trocamos de trem para fazer a rota panorâmica do Voralpen Express. Esta rota liga St. Gallen a Lucerna, passando por um caminho maravilhoso com campos verdinhos, rios de água transparente e fazendas bem cuidadas. Nós fizemos o trajeto entre Herisau e Pfäffikon, passando ao lado da charmosíssima Rapperswil, a cidade das rosas (minha preferida para um bate e volta rápido saindo de Zurique).

calor_nos_alpes_stmoritz12

Chegando em Pfäffikon, trocamos mais uma vez de trem, desta vez, sentido a Chur. No meio do caminho, passamos pelo maravilhoso lago Walensee, lugar que entrou pra minha lista de próximos destinos a visitar em breve! Chegando em Chur, tivemos o tempo de comprar alguma coisa rápida para comer e seguimos no sentido a St. Moritz. Esse é um dos trajetos panorâmicos mais lindos que eu já vi aqui na Suíça e está conectado com o famoso Bernina Express, que sai de St. Moritz. Na verdade, o trajeto entre Chur e St. Moritz é conhecido como Albula Line, enquanto o Bernina Express faz de St. Moritz a Tirano e continua até Lugano.

O trajeto entre Chur e St. Moritz foi o mais longo de todo o dia 2. Saímos às 12h58 pontualmente da estação de Chur para chegar às 15h03 em St. Mortiz. Porém o trajeto é tão maravilhosamente lindo que a gente nem viu as duas horas passarem! 😀 Esta rota faz parte da Rhätische Bahn, ou ferrovia rética em Português, nome dado à linha de trens regionais do cantão de Graubünden. São 62km de linhas de trem que sobem aproximadamente 1000 metros de altitude cercados por montanhas imponentes e viadutos importantes como o Landwasse Viadukt (talvez o ponto mais famoso da linha Albula Line).

calor_nos_alpes_stmoritz13

O trajeto, com mais de 100 anos de idade, entrou pra lista de patrimônios da Unesco por ser considerado uma obra prima de engenharia. Dentro do trem escutamos informações sobre a Albula Line e seus principais pontos turísticos em inglês, alemão, francês e italiano. Tudo isso dentro de um trem vintage, que dá o charme acidional à essa rota tão linda!

calor_nos_alpes_stmoritz15

Chegamos em St. Moritz com a expectativa super alta depois de ter visto tantas belezas pelo caminho! E a cidade não deixou por menos: de lá pudemos avistar várias montanha com picos nevados, rios, lagos e um pouco do centrinho de St. Moritz antes que o dia acabasse.

A primeira providência foi guardar as nossas mochilas e a barraca nos armários da estação de St. Moritz. Optamos por dormir em um hotel na cidade em função da altitude, já que o camping em Appenzell deixou a gente meio preocupado! Foi a melhor idéia, porque daí conseguimos ir até a região da montanha Engadin sem peso e sem a preocupação de chegar cedo para armar a barraca.

calor_nos_alpes_stmoritz6

Engadin é uma montanha nos arredores de St. Moritz famosa pelo hotel e restaurante Muottas Muragl, um dos lugares mais bem avaliados para ficar na região de St. Moritz. Isso porque o hotel fica no alto da montanha, a mais de 2000m de altitude, lugar conhecido por ser uma das regiões com melhor recepção de luz solar da Suíça. Tanto que o hotel possui uma fonte de energia solar impressionante e já ganhou o prêmio  “Swiss Solar Energy Award” pelo uso de energia ecologicamente correta. Fora isso, eles oferecem durante o verão o “mountain dining”, jantar para apreciar o pôr do sol lá de cima no restaurante panorâmico do hotel! Uma experiência digna de estrela de hollywood.

Além de admirar o belíssimo panorama da região, lá de cima você pode aproveitar para fazer trilhas, observar as vaquinhas, tomar um sorvete e fazer muitas, muitas fotos incríveis! Para chegar lá, é necessário tomar o funicular que sai de Punt Muragl a cada 25 minutos, com duração total de aproximadamente 10 minutos entre a base e o topo da montanha. Nós pagamos 10CHF cada um para subir e descer, preço promocional. Normalmente custa CHF 33,90 por pessoa. Se você for após as 18h para ver o pôr do sol, o preço cai a 15CHF para trajeto de ida e volta.

calor_nos_alpes_stmoritz5

Na nossa viagem, ficamos 45 minutos apreciando a montanha e fazendo muitas fotos até que chegou a hora de dar uma voltinha em St. Moritz antes de ir para o nosso hotel. Achamos St. Moritz bem charmosinha e ao mesmo tempo, bem chiquezinha. Muitas marcas de luxo enfeitam o pequeno centro histórico que parece se orgulhar de ser um destino requintado. A cidade ferve no inverno, porém é no verão que se têm a melhor visão do Lago de St. Moritz em plena atividade! Por ali avistamos alguns barcos à vela, pessoas caminhando na orla e gente arriscando o SUP (Stand Up Paddeln).

calor_nos_alpes_stmoritz7

Nosso dia terminou no excelente Hotel Nolda, um hotel com ótima relação de custo X benefício. Este hotel é um três estrelas que seguramente seria um quatro estrelas em muitas cidades. O quarto era pequeno, porém de tamanho suficiente para duas pessoas, com destaque para a cama e chuveiro excelentes! O atendimento do hotel sempre foi 100% em todos os momentos que necessitamos do staff e o café da manhã estava delicioso!

Sobre a viagem #CalorNosAlpes

Esta viagem foi a primeira press trip patrocinada aqui do blog, um projeto que conseguiu vários parceiros e começou com uma simples pergunta: Será que a galera conhece as maravilhas do verão na Suíça?

Depois de algumas horas matutando a cabeça e conversando com várias pessoas, surgiu a ideia de fazer uma viagem completa pela Suíça durante o verão, para mostrar pra todo mundo o quanto pode ser fantástico passar férias de verão europeu por aqui. A viagem virou um livro, que pode ser comprado aqui na nossa loja virtual. O livro é um guia de turismo para a Suíça, repleto de imagens fantásticas e muita inspiração para que você também faça uma viagem perfeita pela Suíça!

Compre aqui: Calor Nos Alpes, o guia da Suíça no Verão