O que fazer em Estocolmo? É uma excelente pergunta, até porque Estocolmo não é lá uma cidade na rota tradicional de quem viaja para a Europa, né? Eu usei alguns blogs legais na hora que eu fui viajar para Estocolmo pela primeira vez, e aqui resolvi deixar as minhas dicas para quem pensa em visitar esta cidade. No fim do post estão alguns links com os blogs que eu consultei, belê? Mas vamos lá, antes de mais nada, vamos começar pelo óbvio!

Estocolmo

Onde fica Estocolmo no Mapa?

Fica lá no norte na Europa, na Suécia, na costa do Mar Báltico, Escandinávia. Agora o que pouca gente sabe é que o litoral da cidade é todo recortadinho e que Estocolmo é na verdade um conjunto de ilhas conectadas por algumas pontes e vias subterrâneas. Dá um zoom + no mapa pra você ver! Isso faz com que a cidade seja perfeita para navegar e é importante escolher bem onde ficar para evitar ficar “ilhado”(hahaha nunca tinha usado essa expressão de forma tão conveniente!)

Estocolmo_21

Como chegar em Estocolmo?

Essa parte é interessante! Provavelmente você vai chegar até a Suécia de avião por algum trajeto até o Stockholm Arlanda Airport (ARN), o aeroporto principal do país. É por ali que chegam vários vôos vindos de toda Europa e algumas rotas intercontinentais também. Este aeroporto fica a 40km de Estocolmo e possui uma infraestrutura bem legal ali mesmo, tem ótimas lojinhas para quem quer comprar uns souvenirs de última hora.

Estocolmo_14

Para chegar do aeroporto até o centro de Estocolmo, tem algumas opções que variam conforme o custo e a velocidade. Eu sugiro você gastar um pouco mais e usar os trens de alta velocidade (Arlanda Express, 280 SEK) para se deslocar entre o aeroporto ARN e a Estação Central de Estocolmo. Isso porque estes trens farão o trajeto em 20 minutos, enquanto os demais trens podem durar bem mais que isso! Você pode comprar o bilhete online com descontos aqui neste link ou pode comprar lá no aeroporto mesmo, assim que passar o portão de desembarque com as malas. No terminal de saída há vários pontos de venda, busque o “i” com informações turísticas que lá vende também!

Daí esse Arlanda Express só te dá direito a usar o transporte do aerporto até o centro! Para andar na cidade você vai precisar de um passe “SL” que se compra nas lojas “Pressbyran”. Esta loja tem em tudo que é canto, inclusive na Estação Central. Aqui neste site tem mais informações.

Minha rota em Estocolmo

Eu passei 4 dias em Estocolmo e foi o suficiente só pra ver algumas atrações principais e um pouco de coisa fora da rota. Mas honestamente, sugiro uns 6 dias para conhecer bem e ainda fazer alguns passeios pelas ilhas, como por exemplo um cruzeiro pelas ilhas do Báltico, como fez a Victória. Eu tive sorte que fui em maio e a temperatura já estava ok (estava tipo uns 15 graus durante o dia e uns 8 à noite, mas isso é quente pros suecos tá!) Outra coisa diferente foi sentir que o dia não acabava nunca! Tipo, nunca mesmo! Anoitecia às 11h da noite e às 4h30 da manhã já começava a brilhar o sol. Lembre-se de fechar as persianas e blackouts do seu hotel na hora de dormir, se não quiser abrir o olho às 4h da matina. Isso se você for na estação quente. Se viajar para lá a partir de outubro é o contrário: não amanhece nunca!

Estocolmo_10

Eu aproveitei a viagem para conhecer o famoso bairro antigo Gamla Stan, e fiz isso na companhia da Gisele, do blog Viajar pela Europa. Também fui visitar o famosíssimo museu Vasa e o museu Skansen, cada um deles dá pelo menos meio dia de visita. Fui ao Fotografiska e fiz uma caminhada pela ilha de Södermalm. Também visitei o Nobel Museum e fiz um pequeno passeio por Östermalm. Não deu pra fazer compras, mas eu trouxe um quadro lindo de recordação do museu Fotografiska! 😀 Afinal, precisava levar algo de design sueco para casa né? Bom, dito isso, vamos às dicas completas!

O que fazer em Estocolmo?

Gamla Stan

É o bairro histórico onde você vai encontrar várias casinhas coloridas, ruas estreitas e cafés e restaurantes charmosos ou no mínimo, curiosos. Eu dediquei 2 manhãs a Gamla Stan, a primeira delas eu visitei na companhia da Gisele alguns pontos interessantes. Ela me mostrou por exemplo onde ficava a loja de doces tradicionais de Estocolmo, a Polagris Koker.

Estocolmo

Esta é uma das lojas que produz aquela famosa bengalinha branca e vermelha de natal. Eu provei e me surpreendi com o sabor de menta do doce, sempre pensei que teria gosto de framboesa!

Estocolmo

Ali no centro eu também conheci a Catedral de Estocolmo com a estátua de São Jorge (cuja réplica está em uma das praças do centro histórico também). Também visitei o palácio Real por fora e fui em um museu gratuito do palácio, com as roupas da família real e armas dos soldados em diferentes épocas. Também fui ao museu do prêmio Nobel (sério, você tem que ir!) e jantei num restaurante Viking! Cara, você precisa ir nesse restaurante, é tão legal que eu vou dedicar um parágrafo inteiro para ele!

Restaurante Viking

O Restaurante Aifur não é só um restaurante temático. É uma experiência gastronômica! Além de oferecer uma comida pouco usual nos cardápios mais internacionais, o restaurante é inteirinho ambientado em uma atmosfera Viking, ou seja, os garçons, a música, a iluminação, a decoração, tudo é pensado na experiência Viking por inteiro. Você entra lá e tem certeza que foi teletransportado para alguma era antiga onde a carne era caça e a cerveja era servida diretamente nos barris de fermentação! Para ir ao restaurante, será necessário reservar a sua mesa com certa antecedência, portanto, planeje-se! Aqui neste link tem a revisão do restaurante e todas as infos para reserva.

Estocolmo

Palácio Real

Eu não entrei no palácio, como falei para vocês. Mas tirei muita foto dele por fora e vi a troca da guarda real. Na realidade, não achei nada muito empolgante, mas é uma das cerimônias reais que se repentem diariamente há muitos séculos! Achei muito interessante o museu Livrustkamareen, nominho difícil né? Pois bem, este museu é aquele das vestimentas reais a algumas armas utilizadas pelos soldados antigamente. O museu tem entrada gratuita e fica justamente ao lado do Palácio Real, pouca gente conhece! Aqui tem o post da Gisele falando melhor sobre o assunto!

Estocolmo

Vasa Museet

Dedique uma manhã ou tarde para o Vasa. Mas vá com pelo menos umas 3hs de sobra porque o museu fecha cedo e você precisa fazer a visita guiada deles ali dentro! Este museu conta a história de um navio que naufragou no século 17 e que foi resgatado dos mares no século passado. Ele ficou mais de 300 anos submerso e permaneceu no fundo do mar quase intacto! Você deve estar se fazendo muitas perguntas agora, né?! As respostas estarão todas no museu, aqui neste link tem mais informações.

Estocolmo

Skansen Museet

Esta é outra atração tipo OBRIGATÓRIA para fazer em Estocolmo. Isso porque o museu não é um museu convencional, destes que a gente entra na sala, olha um monte de coisa e cai fora. Não minha gente, este é um museu a céu aberto, para começo de conversa. E os objetos do museu são vivos! Siiiim! Você quer olhar como era uma antiga casa na zona rural de Estocolmo? Então neste museu você vai poder entrar na casa, sentar na mesa e bater um papo com o fazendeiro da época! Que ideia genial, sério mesmo! Além disso, o museu também é uma espécie de Zoológico das espécies nativas da Escandinávia e ainda promove aulas de educação ambiental e preservação da natureza. Dedique um pedaço longo do seu dia ao Skansen, será necessário. Aqui tem mais informações.

Estocolmo

Fotografiska

É o museu de Fotografia de Estocolmo, que fica na ilha de Södermalm. Você pode fazer como eu: pegue o metrô até Slussen e de lá vá explorando a ilha a pé (se bem que eu fiquei doida de vontade de andar de bicicleta) até chegar ao Fotografiska. Este é um museu interessante que mostra obras fotográficas de diversos artistas. Quando eu fui rolou até chororô emocional por ver algumas fotos especiais de pessoas com síndrome de down. Mais infos aqui.

Estocolmo

ABBA Museum

Eu não fui neste museu, mas fiquei sabendo que é uma gracinha! Principalmente para os fãs da banda, mas também para quem não conhece muito além de Dancing Queen (aliás, a lenda diz que a música foi feita para a Rainha Brasileira da Suécia, a Rainha Silvia!)

Estocolmo Fora da Rota

Fora da rota você pode observar como é o estilo de vida dos Suecos e tentar imitar a agilidade com que eles se deslocam nos metrôs e estações, longe dos pontos turísticos mais comuns!

Östermalm

Recomendo de verdade uma caminhada por Östermalm, que é um bairro mais glamuroso na minha opinião, principalmente nos arredores do Östermalm Saluhal, o mercadão de Estocolmo! Quando eu fui o prédio antigo estava em reforma, mas eles puseram o mercado ao lado do prédio antigo e tem várias iguarias locais por lá, entre eles muitos frutos do mar e vários tipos de pães diferentes. Para os gulosos e foodies, vale a pena ir para lá com calma e com muita fome.

Estocolmo

Skeppsholmen

Esta ilha fica do lado de Galma Stan e é a ilha onde está outro museu a céu aberto, o Moderna Museet, com obras de vários artistas mega top, entre eles Picasso, Matisse e Salvador Dali. Eu também não consegui visitar o museu, vai ficar para a próxima!

Passeio de Barco

Outro passeio que eu não consegui fazer e que me arrependo tipo muito! Como a cidade é formada por várias ilhas, um passeio de barco, ainda que curto, vai valer muito a pena para tirar aquelas fotos sensacionais e curtir a cidade por outro ponto de vista. Recomendo dar uma lida em alguns blogs como os listados no fim deste post para ler mais infos!

Estocolmo

Onde ficar em Estocolmo?

Eu gostei tanto do meu hotel que eu fiz um post todinho sobre ele, aqui neste link. De qualquer forma, a dica é o Hotel Rex, que fica próximo às principais atrações de Estocolmo e com acesso fácil às linhas de metrô da cidade, num bairro residencial e com ótimo café da manhã incluso! Só pra você saber, este hotel foi um achado, porque eu reservei com menos de 30 dias de antecedência e o período já estava bastante complicado para a época. Nós ficamos por 5 noites no Rex Hotel e pagamos menos que a média para a mesma categoria de hotéis na cidade.

Estocolmo

Últimas dicas sobre Estocolmo?

Além de fechar bem a cortina à noite para não se incomodar com a luz às 4h da matina (para quem vai no verão), eu recomendo que você leve sempre um bom agasalho e capa de chuva. O tempo é meio imprevisível e muda de uma hora pra outra por lá. Se você foi viajar no inverno, leve roupas adequadas para o inverno sueco – de agradáveis temperaturas ao redor dos -15 graus! E leia os posts dessa galera aqui, que me ajudaram pra caramba antes da minha viagem!

Links úteis para a sua viagem em Estocolmo

Se você está montando a sua rota em Estocolmo, acho que vai gostar destes links! O post sobre o que fazer em Estocolmo tem várias dicas completinhas para que você aproveite tudo durante a sua viagem pela cidade, tudo bem resumido pra facilitar a sua vida. Você também pode gostar dos seguintes posts sobre os museus que a gente visitou durante a nossa viagem:

Também comemos em um restaurante super legal, o Restaurante Aifur e visitamos esta tradicional loja de doces suecos! Acho que você vai curtir ambos os passeios! Para ler todos os posts da Suécia, clique aqui.

Bom, você provavelmente vai querer comprar um chip de internet 3G na Suécia, certo? Então dá uma olhada neste post com a nossa experiência. E se quiser saber como chegar do Aeroporto até o centro de Estocolmo usando o transporte público, clique aqui. Ah, aqui neste post damos as dicas de onde ficar em Estocolmo. E aqui tem o link com vários hotéis legais para se hospedar em Estocolmo.

Se ainda assim precisa de ajuda, eu fiz este post com algumas dicas para economizar na hora de reservar um hotel. Eu sempre recomendo o uso do Booking.com como ferramenta para comparar tarifas e reservar as melhores ofertas.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa legal, como por exemplo este cruzeiro com brunch saindo de Estocolmo ou a entrada no museu Skansen ao ar livre. Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular sem precisar imprimir.

E recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Achei os preços deles ótimos e eles dão 5% de desconto para os leitores do blog se você fizer o seguro através deste link aqui.