Se você quiser uma experiência diferente na Toscana, uma das regiões mais charmosas da Itália, poderá fazer uma visita ao Castello Banfi. Trata-se de uma vinícola produtora dos famosos vinhos Brunello de Montalcino, onde você poderá visitar os vinhedos, conhecer o museu dos vidros romanos, almoçar no restaurante, degustar vinhos e até mesmo se hospedar por uma noite no exclusivíssimo hotel Il Borgo.

Onde fica o Castello Banfi no mapa?

Fica no meio da Toscana, próximo à cidade de Montalcino, a 20 minutos de carro, e ao sul de Siena, a 1 hora de distância. A propriedade está localizada próximo aos rios Orcia e Ombrone e possui 2.800 hectares de terra, a maior parte dedicada ao cultivo de uvas. Além dos vinhos, também se produz olivas, trufas, ameixas e trigo na fazenda.

Como chegar ao Castello Banfi?

Sem dúvida alguma, a melhor forma de chegar lá é de carro. Isso porque a propriedade está no meio da zona rural da Toscana, não há transporte público que chegue até o Castello Banfi. Aconselho que você alugue um carro em Siena ou Florença e de lá faça a visita. Lembre-se que, neste caso, o motorista da vez não poderá degustar os vinhos, portanto, leve algumas garrafas para que ele possa prová-los depois! Prêmio de compensação, né?

Nossa rota no Castello Banfi

O lugar é um pequeno pedaço de céu. Estivemos lá duas vezes, na primeira éramos ainda namorados e o Diego resolveu me surpreender com a visita ao vinhedo. Uma viagem mega romântica e que garantiu alguns pontos no relacionamento! 😉 Na segunda vez, era uma viagem em família e todos ficaram hipnotizados com a beleza do lugar. Também, não é pra menos, o Castello Banfi é uma propriedade histórica do século 13 que antigamente era chamada de Castello Poggio alle Mura.

Castello Banfi

No século 18, o castelo servia como abrigo para os camponeses que trabalhavam nas terras da nobreza da região. Hoje o lugar foi revitalizado e transformado em um hotel de luxo, com restaurante, vinícola, adega e museu.

Castello Banfi

O que fazer no Castello Banfi?

Não há muita discussão, você pode degustar e comprar vinhos, conhecer os vinhedos, visitar a adega, almoçar no restaurante e visitar o museu do vidro. Eu fiquei no museu do vidro e fui visitar as vinhas. Também fiz uma pequena degustação de Brunello de Montalcino, Rosso de Montalcino e Poggio all’Oro, enquanto o Diego fotografava a experiência, já que ele era o motorista da vez!

Castello Banfi

Compramos uma garrafa do premiado Brunello para degustar na nossa próxima casa (e já abrimos faz tempo assim que nos mudamos para Zurique).

Castello Banfi

O museu do vidro é uma coleção interessante de vidros confeccionados pelos Egípcios, Fenícios, chegando à época do Império Romano, até os dias modernos. Os vidros romanos são uma das mais completas coleções privadas do mundo e compreendem ampolas, pratos, taças e jarras. A história antiga dos vidros e o renascimento destes produtos no século 17 são contados em detalhes no museu, que está aberto a visitação diariamente, das 10h às 19h30 (nos meses de janeiro e fevereiro, até as 18h). O ingresso é de 4 por visitante.

Castello Banfi

Visitantes mais bem dispostos (a gastar $$$$$$) poderão se hospedar no hotel de luxo do Castello Banfi e aproveitar uma noite em meio às vinícolas. O hotel oferece quartos bem decorados, com piscina e atividades relacionadas à cultura do vinho.

Castello Banfi

Últimas dicas sobre o Castello Banfi

É interessante agendar a visita com antecedência, em vez de aparecer de surpresa (como eu fiz). Neste caso, você pode marcar uma visita pela adega, e conhecer ainda mais detalhes sobre os vinhos premiados, as instalações e história do local. As visitas ocorrem de segunda a sexta, às 16h (entre o fim de março e princípios de novembro) e às 15h30 entre novembro e março, sob agendamento.

Para marcar a visita, ligue para os telefones +39 0577 877 505 e +39 0577 877 514 ou reserve por e-mail no [email protected] Consulte mais detalhes no site oficial do Castello Banfi.

Vinhedo do Castelo Banfi | Imagem:  Freesurf | Adobe Stock