Já falamos sobre Rotterdam anteriormente, mas essa cidade é tão incrível, que vai render muito assunto ainda!

Rotterdam é a segunda maior cidade holandesa e também o maior porto da Europa. Os holandeses não brincam em serviço, são experts em domar as águas e, historicamente, excelentes comerciantes. Não poderia dar outra.

Rotterdam

Rotterdam, ao meu ver, também tem um quê de força, de garra, de trabalho árduo, organização e sucesso. Isso também é um pouco de como vejo os holandeses. A cidade foi quase que completamente destruída pelos alemães na II Guerra Mundial e ela renasceu das cinzas em grande estilo: decidiu se tornar um ícone em artes e arquitetura moderna.

Rotterdam: uma galeria de arte moderna a céu aberto

Andar por Rotterdam é como andar por uma galeria de arte moderna a céu aberto. Céu este que, quase sempre, é nublado ou chuvoso, mas nem por isso apaga a beleza dessa cidade que tem tanto para nos contar sobre renascimento, integração e trabalho, com uma pitada de leveza e alegria.

Ao andar pelas ruas de Rotterdam você vai se esbarrar por obras de arte modernas e edifícios arrojados. Você também verá alguns edifícios mais antigos e sobreviventes, que conversam perfeitamente com o ar modernista daqui. Você verá barcos e mais barcos, de todos os tipos e tamanhos, cruzando a cidade e seus inúmeros canais. O tempo urge e tempo é dinheiro e eles vão rápido carregando as cargas que serão distribuídas pelo continente afora.

Rotterdam

Mas raramente você verá um holandês correndo loucamente, sem tempo para nada. Eles vão parar, tentar te entender e te ajudar. Eles vão olhar nos seus olhos, serão rápidos e diretos, mas serão precisos e educados, sempre com um sorriso sincero no rosto. E apesar de algumas pessoas criticarem essa característica dos holandeses, preciso confessar que é uma das que mais gosto: a sinceridade. Eles são sinceros, pro sim e pro não. Pro bom e pro ruim. Aprendamos com eles!

Een Biertje, Alstublieft! (uma cerveja, por favor!)

Falar de cerveja boa na Holanda é quase uma redundância. Eita povo que sabe beber bem! Mesmo eu que não sou a maior fã de cerveja, não recuso provar um sabor novo por aqui e, confesso, raramente me decepciono!

Uma caminhada ao longo do Rio Nieuwe Maas é mais do que recomendada, ainda mais se você tiver um tempinho extra por aqui. Perto do Het Park, um dos parques mais famosos da cidade, à beira do rio, você vai encontrar um bar tipicamente holandês: o The Ballentent.

Rotterdam Ballentent

O Ballentent foi inaugurado logo depois da II Guerra Mundial e segue quase igual até hoje. Oficiais marítimos, marinheiros, governantes, empreendedores da época, todos passavam neste bar para comer os seus “balls”, por isso o nome do local. E essa segue sendo a especialidade de lá até hoje.

No Ballentent você raramente verá turistas, o que torna o local mais especial. Não espere um cardápio em inglês e muito menos um inglês afiado dos atendentes (uma raridade por aqui). Ali o negócio é roots! Mas tem wifi pra você usar seu Google Translator e arrasar no pedido dos ballens (petiscos), broodjes (sanduíches) – que é algo bem holandês – e biertjes (cervejas) mais variadas e deliciosas.

Se estiver buscando um tour privado em português em Rotterdam, clique aqui! Nós oferecemos tours para Brasileiros na Holanda! 😉

Caos e resistência no centro de Rotterdam

Já no centro da cidade, escondidinho em uma ruela, atrás de uma singela porta, você encontrará o De Pijp. Esse é um bar/restaurante que também merece uma visita. Essa é a segunda versão dele, já que a primeira foi destruída pela II Guerra Mundial. Ele ressurgiu após a guerra numa oficina de bicicletas, como um local de resistência e ali segue até hoje. Era e ainda é o bar dos undergrounds holandeses.

Rotterdam DePijp

Ao entrar, você vai se sentir numa república de estudantes, com adesivos e várias coisas grudadas na parede. Se você tem TOC, este ambiente não é pra você. De verdade. O caos reina ali, nas mesas compartilhadas, com a cozinha no meio do salão, no amendoim com casca servido a todos que ali entram e que na hora de limpar a mesa o garçom apenas joga tudo no chão. Juro que me senti na China quando fui lá, mas cada segundo valeu demais pela experiência. O restaurante não tem cardápio, tudo é escrito nas paredes e o preço não é mais em conta por isso. Não que seja caro, mas também não é um lugar super barato. Até porque ali você vai se sentar e comer bem, muito bem. De lamber os beiços e voltar pra casa pedindo mais. E a comida vai te acompanhar, porque a sua roupa e o seu cabelo vão ficar impregnados pelo cheiro da cozinha, que sopra fogo e gordura pro alto e tem um sabor delicioso.

Essas dicas são para você se preparar para o ambiente e não dizer que não avisei. Então, ao invés de ir todo cheirosinho e com aquela roupa limpa e linda, pode colocar uma roupa mais batida e deixar para tomar banho depois, porque a visita vale a pena apesar de tudo. Eu, por exemplo, nessa foto estava comemorando o meu aniversário lá, feliz até dizer chega. Foi o meu primeiro dia em Rotterdam e não poderia fechá-lo de forma mais especial. Achei esse bar por acaso e ele se tornou paixão verdadeira. Tem coisas que não dá pra perder, né? Então, não pense duas vezes. Apenas vá!

Coffee Shops em Rotterdam

Ao contrário de Amsterdam, onde as pessoas vão ao coffee shop para fumar, em Rotterdam os coffee shops apenas vendem a maconha, o consumo normalmente acontece dentro das casas.

Existem alguns coffee shops espalhados pela cidade, mais na região central, como na Witte de Withi e Nieuw Binnenweg.

Rotterdam Witty

O consumo de maconha é tolerado na Holanda e a venda possui uma taxação de impostos diferente, muito mais alta que bares e restaurantes. O imposto coletado vai para pesquisas e programas de combate a drogas.

Apesar da maconha ser legalizada no país, a Holanda está longe de encabeçar o ranking de consumo na Europa e no mundo. Uma das hipóteses justamente diz que a legalização da erva diminui o consumo por pressão do grupo ou curiosidade, uma vez que os jovens acabam provando maconha pela primeira vez com os seus pais.

E não, apesar do nome, você não encontrará café nos coffee shops daqui.

Appel Tart – uma sobremesa para adoçar a viagem

Se você quiser um bom café e uma típica torta de maçã, você não pode deixar de ir no café Dudok. A Dudok foi fundada em Rotterdam em 1991, num antigo edifício planejado pelo famoso arquiteto holandês Willem Marinus Dudok (1884-1974).

As características do edifício são tão marcantes, que os donos decidiram por homenagear o arquiteto, batizando o café com o seu nome. Ali eles inventaram a famosa e única torta de maçã, que hoje é revendida em outras Dudoks pela Holanda.

A torta é deliciosa, vale a visita!

Supermercados em Rotterdam

Eu amo entrar em supermercados durante as minhas viagens, e óbvio que na Holanda não foi diferente!

O Albert Heijn é uma rede holandesa de supermercados que roubou o meu coração e meu dinheiro! Hahaha. Se você não tiver muito budget para comilanças na viagem e quiser economizar um pouco, o Albert irá te ajudar!

Supermercado Rotterdam

Ele vende comidinhas prontas e sanduíches, tudo a um precinho bacana, além de variedades típicas, como queijos e doces deliciosos. A quase cada esquina você encontrará um Albert Hejin limpinho, pequenininho, fofinho, pronto pra te servir. <3

Se estiver buscando um tour privado em português em Rotterdam, clique aqui! Nós oferecemos tours para Brasileiros na Holanda! 😉

Links úteis para a sua viagem pela Holanda

Viajar para a Holanda é como entrar num filme de época! Você vai amar cada segundo da sua viagem pelo país! Para ajudar, aqui vão alguns links para o planejamento da sua viagem:

1. Outros artigos úteis para ler aqui no nosso site:

Sempre atualizamos nossos artigos e queremos que você aproveite ao máximo a sua viagem! Estes textos podem ajudar a esclarecer alguns pontos na sua viagem pela Holanda.

– Roteiro de Viagem pela Holanda: a Rota Perfeita
– Trajeto do aeroporto ao centro de Amsterdam
– 10 coisas para fazer em Amsterdam
– Qual a melhor época para visitar a Holanda?
– 7 Delícias para comer na Holanda: os pratos típicos Holandeses

Para ler todos os nossos textos sobre a Holanda, clique neste link aqui.

2. Ingressos das atrações turísticas mais importantes

Para comprar ingressos das atrações na Holanda, eu recomendo buscar os bilhetes pela Tiqets. Você compra os bilhetes das atrações e eles já aparecem no seu celular. Ou seja, é só mostrar a tela com o seu bilhete e pronto. Sem fila, e sem papel, uma maravilha. 

Entre as atrações mais importantes, aqui vai a nossa lista de “must do” na Holanda:

– Heineken Experience
– Museu do Van Gogh
– Museu de arte Rijksmuseum
– Parque das Tulipas Keukenhof

Para reservar Transfers e Guias na Holanda, eu recomendo a GetYourGuide. Eles são outra empresa holandesa que oferece tours de experiências e guias privados. Na imagem abaixo você consegue olhar mais informações.

3. Reserva de Hotel ou AirBnB

Eu sempre reservo tudo pelo Booking.com, que além de ter várias promoções, tem a possibilidade de cancelamento gratuito até dias antes da sua viagem. Aqui tem um post com dicas de melhores bairros e hotéis para ficar em Amsterdam. Se você prefere AirBnB, tem vários apartamentos e quartos legais na Holanda. Neste link você ganha descontos na sua hospedagem pelo AirBnB.

– Link para reserva da hotéis no Booking.com
– Link para descontos no AirBnB

4. Transporte da Holanda

Para quem viaja de carro na Holanda, aqui vão as nossas dicas para alugar um carro no exterior. É importante ter alguns cuidados e neste link vai o passo a passo.

5. Seguro Viagem para a Holanda

Na Europa, o seguro de viagem é obrigatório. Eu recentemente descobri a Seguros Promo para cotar seguro de viagens, eles dão boas ofertas e de 5% a 20% de desconto para os leitores do blog. Basta clicar neste link aqui.