A Holanda é definitivamente um país que merece nossa atenção especial. Eu acabei vindo morar aqui sem nunca nem ter pisado no país antes e confesso que fui logo pega de surpresa por tudo o que fui encontrando. E uma das recentes boas surpresas que tive, foi conhecer o Museu Kröller-Müller. Eu ouso chamá-lo da versão Inhotim Holandesa, de tão encantada que fiquei com ele.

O Museu Kröller-Müller

Esse museu fica escondido numa reserva natural a aproximadamente 1 hora de Rotterdam ou Amsterdã. Possui um dos maiores jardins de escultura da Europa. Sem falar que ele também abriga a segunda maior coleção de obras de Van Gogh no mundo. Só isso já deu pra te convencer que vale a pena a visita, né?

Como chegar no Museu Kröller-Müller?

Chegar no Kröller-Müller não é muito simples. Você até consegue ir de transporte público, mas é demorado e dá muito trabalho. A forma mais simples, nesse caso, é pegar o ônibus 108 da estação NS de Alpeldoorn ou Ede-Wageningen. O o ônibus 105, em direção a Berneveld, desde a estação de trem de Arnhem. Para ambas as rotas, você precisa parar em Otterlo e pegar o ônibus 106 para o museu.

Caso você vá de carro, é bem mais simples. Das estradas A1, A50 e A12, basta seguir as placas para o Parque Hoge Veluwe / Kröller-Müller. O museu pode ser acessado por três entradas: Otterlo, Hoenderloo e Schaarsbergen. A entrada por Otterlo costuma ser a mais cheia. Eu fui de carro e, confesso, vale a pena alugar um carro para fazer esse passeio.

O que ver no Museu Kröller-Müller?

Chegando no Kröller-Müller, você já vai se impressionar com o tamanho dele. Você tem a opção de estacionar o seu carro na entrada principal e ir à pé ou de bike pelo parque ou, então, deixar o carro mais próximo à entrada do museu. Eu deixei o carro mais afastada e como o dia estava bonito, fui caminhando. A caminhada é tranquila e bonita, por entre as árvores e dura cerca de uns 20 minutos. Como o sol na Holanda quase nunca é escaldante, esse trajeto é bem tranquilo. Mas você pode também optar por alugar bicicletas e fazer esse trajeto. O bom de alugar bicicleta é que você pode ficar com ela durante o dia e aproveitar o parque, além do museu.

Ao redor do Museu Kröller-Müller

O museu em si não é tão grande, mas a área ao redor é. O jardim é lindo, cheio de esculturas entre a natureza. Algo que faz a caminhada ser deliciosa. Eles possuem também um restaurante em um dos jardins, então compensa almoçar por lá. Eu diria que é um programa de um dia todo, principalmente se o dia tiver ensolarado e bonito. O próprio restaurante oferece uma espécie de toalha impermeável para você forrar no gramado e fazer picnic. Não é demais?

Para os apreciadores de Van Gogh

Dentro do museu você verá a coleção permanente, que conta com o segundo maior acervo de Van Gogh do mundo. Suas obras vão desde o início da sua carreira até a sua morte.

É bem interessante para se ter uma ideia da trajetória do pintor e como sua arte foi evoluindo. Eles também possuem obras de outros artistas famosos holandeses, além de contar com exposições temporárias.

Programe-se para visitar o Museu Kröller-Müller

Programe-se com tempo e faça esse passei caso estiver de passagem pela Holanda e for apreciador de arte e natureza.

Compre aqui o seu ingresso para visitar o Kröller-Müller.

Horário de funcionamento:
De terça a domingo e feriados, das 10h às 17h
Para aqueles que curtem tranquilidade, sexta costuma ser o melhor dia.
Fechado às segundas-feiras e 01 de janeiro.

Links úteis para a sua viagem pela Holanda

Aqui vai um post completo com dicas de Amsterdam e aqui outro com dicas de Rotterdam, as duas cidades mais visitadas da Holanda. Mas cara, a Holanda é muito mais do que isso! Por exemplo, aqui tem um post sobre Delft, que mais parece uma cidade de conto de fadas! E aqui um texto com 5 coisas que nunca te contaram sobre a Holanda!!

Para ler todos os textos sobre a Holanda, clique neste link aqui.

Uma ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

E recentemente eu descobri a Seguros Promo para cotar seguro de viagens. Como o seguro de viagem é obrigatório para a Holanda, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.