Por Farah Serra

 Depois de uma semana em Leuven (Bélgica), fomos eu e o meu amore, passar um final de semana na Holanda. Como já conhecíamos Amsterdã, optamos por Rotterdam e Delft. Assim que chegamos à estação de trem de Rotterdam (Roterdão ou Roterdã) nos encantamos com a arquitetura e modernidade da estação central. O prédio é enorme todo de vidro e muito, mas muito limpo. Em seu hall central tem dois grandes painéis digitais que ficam passando lindas imagens da cidade, que só aumentam o toque de modernidade. E, ao sair da estação o encantamento é maior ainda. A sensação que eu tive é de que eu não estava mais na Europa. Rotterdam é uma cidade grande, muito moderna, sofisticada, com milhares de arranha-céus arquitetônicos.

Rotterdam é a segunda maior e mais importante cidade dos Países Baixos. Ela também é conhecida como a fênix holandesa, pois renasceu de forma vibrante depois de ser completamente devastada na 2ª Guerra Mundial. É notável que a arquitetura pulsa naquela cidade. A inovação em seus prédios é fascinante. Ao caminhar pelas suas ruas é impossível não olhar para o alto ou querer atravessar rápido o cruzamento só para tirar uma bela foto daquele prédio esquisito, recortado, colorido… Até mesmo seus postes de ruas são diferentes e aqui ou ali se vê um todo modernoso. Resumindo, é muito fácil perder o seu rumo devido a essas belezas.

Passamos o dia passeando a pé pela cidade. Apesar de existir muitos museus por lá, não fomos a nenhum. Tínhamos apenas um dia por ali e só andar pelas suas ruas já estava sendo legal demais. Porém não deixamos de ir ao Euromast. Fomos lá ao final do dia e acho que foi a melhor opção, pois vimos um lindo por do sol e depois, a urbe se iluminando toda com as luzes da cidade. O Euromast é a torre mais alta da Holanda, ela tem uma torre extra, a Space Tower, que abriga o Euroscoop (elevador panorâmico e rotativo) de onde se observa uma magnífica vista de Rotterdam. O Euroscoop é uma câmara circular que sobe delicadamente até os 185 metros, lá no alto ele começa a girar e a descer bem devagar. A visão que se tem dali é espetacular! É possível ver toda a cidade e seu enorme porto – o porto de Rotterdam é o maior da Europa. E em dias ensolarados se pode ver até a Bélgica!

2201551.jpg

Delft

Seguindo com a nossa viagem, no dia seguinte fomos a Delft (18 km de Rotterdam). Foi uma ótima variação de paisagem, pois Delft é mais romântica, cortada por canais – nem de longe passa pela arquitetura moderna de Rotterdam. Ela lembra muitíssimo Amsterdã, só que com muito menos turistas.

A cidade não faz muito parte das tradicionais rotas turísticas, mas nem por isso deixa de ser um encanto. Pelo contrário.

O que nos impressionou logo de cara foi o enorme – mas enorme mesmo – bicicletário da estação de trem.  A cidade respira bicicletas, acho que bem mais que Amsterdã. (O que possibilita ótimas fotos!)

Imagen

 Lá também passamos o dia passeando a pé. O seu centro é todo cortado por belos canais, com casinhas e ruas lindas. Quando fomos estava rolando uma feirinha pelas ruas do centro e parecia que toda a população da cidade estava ali, comendo, bebendo e abastecendo a dispensa.

A cidade possui também alguns museus, mas como tínhamos só algumas horas, pois ainda voltaríamos a Rotterdam, não fomos a nenhum. O famoso em Delft é a tradição da porcelana, a legendária Delftware, a cerâmica azul e branca. Há muitíssimas delas por todas as lojinhas da cidade, e tem umas que são mesmo umas belezinhas. A cidade também tem atrações como: Markt, Nieuwe Kerk, Stadhuis, Prinsenhof, Legernuseum.  De todas as atrações, pra mim se destacou a Oude Kerk, uma igreja construída no século XIII, no ano de 1246. Ela é legal porque a sua torre foi cedendo com os anos e hoje está completamente torta. É ali também que está o túmulo do famoso artista da cidade, Jan Vermmer. Porém era domingo e a igreja estava fechada. Na cidade tem um antigo cata-vento aberto para visitas – foi bem legal ver como funciona de perto e ver como as suas pás são grandes e rápidas.

O nosso final de semana foi ótimo! Adoramos nossos passeios. A arquitetura moderna de Rotterdam pede mais dias, até porque tem vários museus interessantes por ali. Já a romântica e maravilhosa Delft com seus charmosos canais, enchem um belo dia de passeio. Ah! Preferencialmente não vá aos domingos, quando as igrejas estão fechadas para visitas.

Fomos e voltamos de trem. Ótima viagem. Ficamos hospedados em um hotel no centro de Rotterdam, próximo à estação de trem e perto do centro gastronômico, com vários tipos de comidas internacionais. Ah! Estava quase me esquecendo: ali em Rotterdam, na noite de sábado, fomos ao Imax Cinema, assistimos um filme em 3D. Foi uma ótima pedida depois de um longo dia de caminhadas e passeios.

Veja mais fotos de Delft e Roterdã na galeria do Blog “Pelos Campos de Trigo

Links úteis para a sua viagem pela Holanda

Aqui vai um post completo com dicas de Amsterdam e aqui outro com dicas de Rotterdam, as duas cidades mais visitadas da Holanda. Mas cara, a Holanda é muito mais do que isso! Por exemplo, aqui tem um post sobre Delft, que mais parece uma cidade de conto de fadas! E aqui um texto com 5 coisas que nunca te contaram sobre a Holanda!!

Para ler todos os textos sobre a Holanda, clique neste link aqui.

Uma ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

E recentemente eu descobri a Seguros Promo para cotar seguro de viagens. Como o seguro de viagem é obrigatório para a Holanda, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.