A Holanda é um país em que você será bem recebido, as pessoas são extremamente simpáticas e amistosas. Muita gente fala inglês, é praticamente impossível encontrar um holandês que não tenha pelo menos um nível intermediário de inglês para conversar e te explicar o que for necessário. Os preços são bem acessíveis, os meios de transporte são excelentes e de fácil uso, sem falar que você pode alugar bicicletas em qualquer esquina e pedalar sem medo, pois a Holanda é também um país extremamente seguro (e plano!). Mas além de tudo isso, coisas que você provavelmente já sabe, aqui vão algumas curiosidades que talvez nunca tenham te contaram sobre a Holanda!

1. O nome do país não é Holanda!

A primeira que preciso te contar é que Holanda não é o nome oficial do país, e sim, Países Baixos. Na verdade, “Holanda” é o nome de duas províncias daqui: Holanda do Norte e Holanda do Sul, mas ao se juntarem para a formação do país, a região ficou denominada como Países Baixos.

E por que Países Baixos?

Sabe esses moinhos de ventos lindos tão característicos da “Holanda”? (Ps: vamos seguir chamando de Holanda, porque tá tudo certo e eles não se incomodam.) Pois então, os caras são tão organizados, que há décadas eles decidiram que poderiam habitar nessa região pantanosa e tomada por águas. Os moinhos serviam para drenar a água, como diques.

Aproximadamente ¼ do país está abaixo do nível do mar e é por isso que os holandeses são mundialmente conhecidos como os grandes domadores de águas. Hoje em dia, com o avanço da tecnologia de controle das águas, esses moinhos têm outras funções, ou são meramente decorativos e acabaram se tornando o símbolo do país. E daí veio o nome: País Baixo (ou Países Baixos), uma vez que grande parte do país se encontra abaixo do nível do mar.

Holanda

2. Há “duas” capitais

A capital oficial da Holanda é Amsterdam, mas a sede do governo fica em Den Haag (Haia), que é também conhecida como a capital da paz por ser sede da Organização das Nações e Povos Não Representados (UNPO), da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) e de numerosos outros organismos internacionais ou não governamentais.

Haia também é uma importante cidade no universo do direito, uma vez que também é a sede de quatro tribunais internacionais: o Tribunal Permanente de Arbitragem, o Tribunal Internacional de Justiça, o Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia, e a Corte Penal Internacional.

Os holandeses brincam que eles transferiram a sede do governo e assuntos mais “importantes” para Haia, pois assim os turistas podem ficar tranquilos para aproveitarem Amsterdam e tudo de cool que ela tem para oferecer, sem a parte ‘chata’ da política, por exemplo. Rs.

3. É terra da cerveja boa

Se tem uma coisa que o holandês sabe fazer bem é ser feliz. E não é só pela tolerância (que vale em todo o país e não só Amsterdam) ou pela vida livre com as bicicletas. Os caras sabem beber bem! Eles são a casa da Heineken. E a Heineken é só um exemplo mainstream de cerveja que vende muito e que é boa, porque aqui tem muitas cervejarias menores e excelentes.

Em qualquer bar de esquina ou supermercado você acha cervejas locais a preços acessíveis. Frescas, ruivas, morenas ou loiras (eu to falando de cerveja, tá?). Eu não sou a maior fã de cerveja, mas preciso confessar que até a cerveja ruim daqui é boa. Então, se você é daqueles que curte uma boa cerveja, venha para a Holanda. Garanto que você não irá se arrepender.

Rotterdam Ballentent

4. Queijo de qualidade: temos!

Já falei que holandês não brinca em serviço, né? E isso se aplica aos queijos também. Eu não imaginava sobre essa tradição de queijos até vir morar aqui. Eu particularmente amo os queijos holandeses e aqui é muito fácil achar os de fabricação artesanal, feito com o leite das vaquinhas felizes holandesas, que deixam o sabor do queijo ainda mais especial. Em qualquer vendinha de qualquer cidadezinha holandesa você pode achar um queijo maravilhoso, mais fresco ou mais maturado, para comprar e se deliciar. Sem falar que você pode, inclusive visitar Gouda ou Edam, e nadar em seus queijos.

Por falar em Gouda e Edam, essas cidades são o berço dos também famosos queijos Gouda e Edam, que seguem quase que uma denominação de origem. Pois aqui você encontra queijos com o nome de suas cidades. Então não deixe de provar o queijo da cidade que você for! Eles são macios por dentro e mais duros por fora e você pode comprar de acordo com o tempo de envelhecimento. Como um bom vinho! Quanto mais velho, mais forte o sabor. São queijos mais robustos e podem ser comidos em sanduíches ou sozinhos, acompanhando uma boa cerveja, por exemplo.

Holanda

5. Barcos, muitos barcos!

Falar de Holanda é falar de água e, consequentemente, de barcos. Por ser um país abaixo do nível do mar, a Holanda possui inúmeros canais e quase todo holandês sabe guiar um barco. Os barcos são inúmeros, de todos os tipos e tamanhos. Tem barco que serve para transporte, barco que é casa, que virou bar, boate e até hotel. A questão com a água e com os barcos é tão séria por aqui, que além de um imposto sobre as águas que todo residente holandês paga, as crianças que aqui vivem são também obrigadas a terem aula de natação desde pequenas. Ter um barco aqui é algo natural como ter um carro para nós no Brasil. E ao visitar a Holanda você ficará impressionado com o número de barcos que vai ver. Ou seja, a sua experiência na Holanda não será completa se você não pisar em pelo menos um barco!

Rotterdam

E que tal se você se hospedar num barco?

Se você quer sair um pouco da rotina na sua viagem pela Holanda, por que não viver uma experiência única holandesa e se hospedar num barco? Em Rotterdam temos o SS Rotterdam, um famoso transatlântico que fazia a rota Holanda – New York – e que hoje fica atracado no rio Nieuw Mass e funciona como hotel, restaurante e centro de convenções.

Apesar de parecer que você vai gastar os olhos da cara para ter essa experiência, isso não é bem verdade. Os preços são acessíveis e a experiência é única. Sem falar que ele fica numa área super moderna da cidade, com bares, restaurantes e o famoso Hotel New York e Fenix Food Factory (falamos sobre eles aqui).

Quer fazer a sua reserva nesse lindo transatlântico? Clique aqui.

Holanda

Links úteis para a sua viagem pela Holanda

Aqui vai um post completo com dicas de Amsterdam e aqui outro com dicas de Rotterdam, as duas cidades mais visitadas da Holanda. Mas cara, a Holanda é muito mais do que isso! Por exemplo, aqui tem um post sobre Delft, que mais parece uma cidade de conto de fadas! E aqui um texto com 5 coisas que nunca te contaram sobre a Holanda!!

Para ler todos os textos sobre a Holanda, clique neste link aqui.

Uma ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

E recentemente eu descobri a Seguros Promo para cotar seguro de viagens. Como o seguro de viagem é obrigatório para a Holanda, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.