São Paulo tem uma longa história com o café: esse arbusto foi responsável por grande parte da economia paulista desde muito cedo. Isso porque no interior de São Paulo, temos a terra roxa, um solo muito fértil e que agrada bastante a planta do café. Daí isso somado à mão de obra dos imigrantes que chegaram lá pelo século XIX, resultou em grandes lavouras de café que foram importantes para a colonização da região e para a economia regional e nacional.

É, isso foi só uma introdução para eu dar uma de esperta. A verdade é que esse amor por café se alastrou pelo estado (e acho que até pelo país) e hoje existe toda uma cultura do café espalhada no Brasil.

Cafés Gourmet em São Paulo

O problema é: o café que a gente conhece desde cedo, aquele do supermercado, muitas vezes não é o melhor que poderíamos encontrar. Desse “problema”, nasceu todo um movimento que tenta trazer o café gourmet para o paulistano reaprender a consumir esse ouro líquido. E é reaprender mesmo, porque aquele café forte bem preto que estamos acostumados vai bem na contramão. Então separei aqui uma listinha de alguns lugares para você poder experimentar esses cafés diferentões!

Leia também: 5 restaurantes deliciosos para conhecer no centro de São Paulo

Coffee Lab

É claro que eu não posso excluir o famoso café da Isabela Raposeiras, uma das melhores baristas do Brasil, conhecida internacionalmente e super premiada!

O café fica na Vila Madalena, bairro badalado e bem conhecido pela vida noturna de Sampa.

A dica do Coffee Lab é fazer um dos chamados “rituais”. São micro-aulas para iniciar o cliente na degustação do café. São 13 rituais no total, (mas você não precisa fazer todos, muito menos seguir uma sequência!). O meu preferido é o do cappuccino! Você recebe um cappuccino do jeito que eles costumam fazer na Itália e outro como fazemos normalmente no Brasil para experimentar. Aí dá pra ver bem certinho a diferença que rola de um pro outro!

Outra dica também é experimentar os bolos caseiros com café e se você tiver mais tempo, até ficar para um curso!

Ah, outra coisa legal é que de vez em quando o pessoal do Coffee Lab abre alguns workshops para quem não tem tanto tempo. 😉

Além disso, dá pra comprar grãos ultra-especiais, moedores, coadores e métodos diversos pra transformar a sua casa num café particular.

O Coffee Lab fica na Rua Fradique Coutinho, 1340 na Vila Madalena. Dá pra ir à pé da estação Fradique da linha amarela ou pegar um ônibus da Vila Madalena.

King of the Fork

Sábado ♡ foto @_dorafigueiredo

A post shared by KOF – King of The Fork (@kingofthefork) on

Ainda pela região do metrô Fradique fica o King of the Fork, ou KOF para os íntimos.

Ok, não que eu seja íntima, fui poucas vezes, mas o lugar é tão aconchegante e os baristas são tão simpáticos que logo a gente se sente em casa.

A idéia é bem legal: junta uma paixão arraigada do paulistano com uma que está começando a crescer: café e bicicleta. É, aliás, está virando quase uma onda essa coisa de bike-café. E eu não estou falando de food bike, mas de cafés nos quais se incentiva a cultura da bicicleta, onde dá pra fazer pit stop e encher o pneu, comprar algo para incrementar a bike ou até mesmo para a bike pra ir trabalhar.

Mas não é só de bike que vive o KOF, afinal se fosse, não estaria aqui na lista, não é mesmo? Eles servem um café delicioso, com muito cuidado na torrefação e no preparo, além do atendimento personalizado.

E como café é quase um ´socializador´ brasileiro, a ideia é aproveitar o momento no KOF pra curtir a companhia, então só é permitido usar o notebook no balcão ou no pátio dos fundos.

Minha dica do KOF é o cold brew citrus, que foi o melhor que já tomei até agora (eu sou beeeeem curiosa com esses métodos diferentões!) e ele super vai bem com um docinho, tipo um cookie de baunilha delicioso!

O King Of the Fork fica na Rua Arthur Azevedo 1317, o que dá uns três quarteirões do metrô Fradique.

Octavio Café

Bom, já que a gente tá indo meio que por região, mais ou menos ali perto, na Faria Lima fica o famoso Octavio Café, que até uns anos atrás era o único lugar de São Paulo que servia o método Globinho, que faz você se sentir quase um alquimista preparando café: a água fica num recipiente ligado a outro e quando ela ferve, sobe e passa pelo grão, depois ela desce. Eu sei, não sei explicar direito, é que pra mim parece magia. Mas a ciência explica.

O lance é: é um café mais tradicional, com muito cuidado com o grão e a torra que servem, muito frequentado por executivos e um pouco menos “descolado” que os outros aqui da lista, mas tive que colocar aqui na lista por todo esse carinho com o café que servem!

O Octavio Café fica na Av. Brigadeiro Faria Lima 2996. É mais fácil chegar lá descendo na Estação Cidade Jardim, ou de ônibus que desça a rua Augusta.

Suplicy Café

O Suplicy é outro que não poderia faltar na lista, não só porque tem um monte de lojas por aí, mas principalmente porque o café é bom mesmo. Pode ser um pouco mais industrializado que os outros, um pouco mais conhecido e espalhado, mas temos que admitir que o café é bom! É tão bom que na degustação promovida pela Latam para escolher o melhor café para servir nos voos internacionais, Isabela Raposeiras escolheu o Suplicy. Então quem sou eu pra questionar a Raposeiras?

Diz a lenda que eles têm aquele famoso café de jacu, que é considerado um dos melhores do Brasil, mas todas as vezes que fui procurar, não tinha. Então depois me conta se você achou?

O Suplicy Café tem um monte de unidades espalhadas no Brasil, desde nos aeroportos do Rio de Janeiro, Brasília e Guarulhos e Viracopos, até uma unidade no Amazonas!

Em São Paulo, tem unidades em alguns shoppings, mas tem uma grande no Jardins, na Alameda Lorena, 1430 e outra no MASP, que é uma dica boa pra você já aproveitar um rolêzinho cultural, que tal?

Urbe

 

Eu sou suspeita pra falar do Urbe, acho um dos cafés mais fáceis de chegar. Eu sempre ia com amigos, aí um dia fui sozinha e acabei fazendo amizade com um dos baristas! Depois disso, acho delicioso voltar lá só pra tomar um café e bater papo com ele!

Acho que é um dos mais badalados dessa lista, porque fica logo ali do lado da Av. Paulista, então pra lotar é facinho, facinho. Eu gosto muito de tomar o cappuccino bem italiano deles. Nos dias mais quentes, fico sempre em cima do muro entre cappuccino e um Santo Refresco de café que também é maravilhoso!

Além disso, pra quem trabalha ou mora na região, o pessoal do Urbe faz entrega de bike dos grãos de café maravilhosos que eles vendem!

O Urbe Café Bar fica na Rua Antônio Carlos, 404, a dois quarteirões do metrô Consolação. Dá pra tomar um café e ir direto pra uma balada da Augusta!

Café do Mirante

Cafés em São PauloFoto: Carolina Kina

Acho que esse é um mustgo de São Paulo. Não importa se você gosta de café, este é um mustgo porque ele fica no mirante da 9 de Julho. (Ou do MASP, como também é conhecido). Ele fica logo atrás do MASP e tem uma vista maravilhosa para a Av. 9 de Julho. Foi um espaço que ficou inutilizado muito tempo e agora é um point muito bacana da cidade! Além disso, o pessoal do Mirante promove vários shows e eventos diversos, além de ser local de ensaio da fanfarra Unidos do Swing toda terça-feira durante o começo da noite!

Além dos lotes bem selecionados com um cuidado extra com a embalagem, dá pra pedir métodos diferentões também. Eu costumo ficar nos mais tradicionais por lá, mas vale a pena experimentar o cold brew nitro, que tem uma espuminha especial e sai como se fosse chop!

O Café do Mirante fica na Rua Carlos Comenale, S/N. Fica meio escondidinho, mas é só descer a escadaria que tem depois da rotatória atrás do MASP.

Sofá Café

Como aqui neste post partimos do pressuposto de que o café é gostoso, vou falar sobre o Sofá Café exaltando outro lado: o social. E eu acho uma super ideia: o Fazedores de Café é um projeto de capacitação de jovens maiores de 18 anos e de baixa renda. Ele foca em ensinar toda a profissão da cafeteria, desde a produção dos grãos até o fazer do barista, dando uma oportunidade para muitos jovens. E o bacana é que esse projeto já está rolando desde 2014, então imagina quantas pessoas já passaram por aí?

E pra fazer um trocadilho maroto, vou sugerir pedir um café clever! Mas eles tem um monte de método diferente que eu não vejo muito por aí e vale a pena experimentar! Além disso, também oferecem vários cursos pra quem quer aprender melhor sobre café.

O Sofá Café tem algumas unidades espalhadas por São Paulo e até uma no Rio de Janeiro e em Framinghan, nos EUA. Acho que vou colocar aqui a unidade do Auditório do Ibirapuera pra você poder dar uma passeada no parque depois de experimentar o café.

Por enquanto vou ficando por aqui! Mas como São Paulo ama café (e eu também amo), fica de olho pra ver se eu não atualizo este post, belê? 😉

Ah, e dica marota: experimentar os espressos desses cafés são sempre uma boa pedida, mas não esqueça de mexer com a colher mesmo sem açúcar, porque assim você mistura a parte mais amarga e a mais doce pro seu espresso ficar mais gostoso!

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com