Que o Brasil é cheio de surpresas, a gente já sabe! E recentemente tivemos a oportunidade de conhecer mais um destes lugares surpreendentes, a Serra do Rio do Rastro. Trata-se de uma das serras do estado de Santa Catarina, um dos lugares com temperaturas mais extremas do país, durante o inverno! O turismo rural/ecoturismo virou uma realidade que cresce e melhora a cada dia nesta região, e vamos agora neste post passar as dicas para quem quer visitar e aproveitar ao máximo a Serra do Rio do Rastro.

Serra do Rio do Rastro

Onde fica a Serra do Rio do Rastro no mapa?

A Serra do Rio do Rastro fica a 220 km de Florianópolis, a capital de Santa Catarina. Tudo bem que este é um dos menores Estados do Brasil, mas tem muitas atrações naturais, diversidade cultural, cenários de contos de fadas e hospitalidade imensa!

Nossa rota foi por Tubarão – Orleans, chegando até Lauro Muller que é o início da Serra. Finalizando na cidade de Bom Jardim, a Serra chega a 1.421 metros de altitude na sua parte mais alta. No topo da serra há um espaço para os turistas que oferece, além de uma vista panorâmica do caminho tortuoso, um restaurante, cafés e vendas de artesanatos e produtos locais.

Como chegar na Serra do Rio do Rastro?

De carro. Se você não quiser ir com o seu, sugerimos que você já alugue um carro pelo nosso parceiro RentCars. A rota que nós fizemos foi Tubarão – Orleans – Lauro Muller. Dizem ser a melhor para quem vai pela primeira vez, porque a paisagem vai descortinando a cada curva! Mas você pode ir por Lajes – SC ou ainda por Porto Alegre, mas a ida deve ser pela estrada de Criciúma.

Existe também uma estrada por São José dos Ausentes, cujo trajeto é bem mais curto, porém, esta estrada está sendo renovada. É importante saber que a ponte que faz a divisa entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina é muito precária e ainda deve levar alguns anos para ficar pronta, então se você não quer tanta aventura, opte pelas opções anteriores!

A estrada que nós fizemos via Lauro Muller é bem sinalizada, mas há tráfego de caminhões, o que é um absurdo num lugar tão estreito! Então mantenha a distância, pois os caminhões nem sempre conseguem fazer as curvas e precisam de espaço… O importante é ter consciência de que a estrada é bem simples e com muitas curvas, então não corra além do permitido. Os 15 km de estrada sinuosa possuem 284 curvas fechadas. O trajeto leva cerca de uma hora para completar, e ao longo do caminho há restaurantes e pousadas para quem quiser desfrutar do local por mais tempo.

Importante: pare em cada mirante disponível na estrada para apreciar a vista magnífica!

O que fazer na Serra do Rio do Rastro?

Bom Jardim é a entrada para os cânions, e a vista da serra já começa com um espetáculo. Imaginar que nossos tropeiros fizeram esta estrada no lombo de cavalos abrindo o mato a facão nos faz pensar em quem são os verdadeiros aventureiros do Brasil!

Bom, aqui vão nossas dicas do que você pode fazer na Serra do Rio do Rastro:

1. Deslumbrar-se com os cânions da região;

2. Hospedar-se num hotel fazenda,  para curtir a paisagem e o dia-a-dia campeiro;

 

3. Praticar esportes radicais, como rapel, montanhismo, trekking e vôo livre, além de passeios de moto nas curvas da montanha;

4. Visitar fazendas de uvas, maçãs e peras;

Serra do Rio do Rastro

5. Aproveitar a culinária regional, e fazer estoques de geléias, salames e queijos;

6. Conhecer o parque eólico, e caminhar pelo campo da fazenda aproveitando as deslumbrantes paisagens da serra;

7. Passar o dia em Urubici fazendo trilhas e conhecendo a  cascata véu da noiva e admirar a pedra furada;

8. Passar o dia em São Joaquim e conhecer algumas vinícolas e saborear os vinhos  de altitude como os da Villa Francioni.

A Vinícola Villa Francioni em São Joaquim é imperdível, reserve uma meia jornada para o programa, eles tem várias opções de visitação, com degustações exclusivas e passeios entre as plantações de uvas. Aberto diariamente, das 10h às 18h (com pausa para almoço).

Serra do Rio do Rastro

Quanto tempo para visitar a Serra do Rio do Rastro? Qual a melhor época para ir

Três dias são suficientes para conhecer a Serra do Rio do Rastro, mas para curtir e aproveitar mais, vale a pena mais alguns dias… Claro que tudo depende da sua energia! A época de ir muda um pouco… Entre os meses de dezembro e até final de fevereiro, a temperatura é muito agradável e com dias mais quentes. Entre março e maio ou setembro e novembro as temperaturas oscilam bastante. E entre junho e agosto é só para curtir o frio intenso, tomar muito quentão e usar roupas especiais!

De qualquer forma veja o clima da região com antecedência pois a chuva ou neblina demais deixam alguns passeios comprometidos.

Onde ficar na Serra do Rio do Rastro?

Bom Jardim tem poucas opções de hotéis e restaurantes, mas como é a porta de entrada da serra e dos cânions, foi onde decidimos ficar. Ficamos no Hotel Fazenda Rota dos Canyons, com café da manhã muito bom e à noite oferecem a opção de jantar.

Serra do Rio do Rastro

Hotel Fazenda Rota dos Cânions
Endereço: Rodovia SC 390, Km 395, s/n, Bom Jardim da Serra
Reserve pelo Booking.com

A cidade tem algumas outras opções de hotéis fazenda, pousadas simples, além de algumas opções alternativas! Para saber mais, é só olhar aqui as opções de hotel na Serra do Rio do Rastro.

Últimas dicas sobre a Serra do Rio do Rastro

O clima é instável, mas já desejo que faça só dias incríveis com sol e muito céu limpo na sua viagem! 😀 Leve garrafinhas de água, lanchinhos para piquenique e sempre converse com o pessoal das fazendas para acertar jantares ou passeios fora da rota comercial.

Não é obrigatório guia para visitar os Canions, mas é indicado. Para chegar aos melhores pontos ou entrar nas fazendas sem muito conhecimento, é melhor ir com guia. Os hotéis indicam os guias, mas converse e negocie os preços antes. Os cânions não possuem anteparos ou estrutura de segurança para observação, então muito cuidado com crianças! De resto, aproveite!

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com