Curitiba é uma cidade cheia de coisas legais pra visitar! Eu sei que em pouco tempo fica difícil conhecer tudo, mas se você estiver a fim de dar uma escapada da paisagem urbana num bate e volta, se liga neste post que vou te mostrar 5 opções bem bacanas! Veja a seguir os 5 passeios bate e volta saindo de Curitiba que selecionamos para você.

1. Carambeí e Castrolanda

Carambeí e Castrolanda são duas cidades que ficam bem pertinho uma da outra e a cerca de duas horas de Curitiba. Por isso que apesar de serem dois destinos diferentes, vamos deixar na mesma dica, porque você pode conhecer os dois lugares no mesmo dia.

Castrolanda

Castrolanda é uma colônia holandesa no município de Castro, pra lá de Ponta Grossa, pra quem vem de Curitiba. É, eu sei que parece meio longe, mas dá cerca de duas horas de carro saindo de Curitiba. 😉

A grande pegada da colônia de Castrolanda é o De Immigrant (que significa O Imigrante em holandês). Este é um dos maiores moinhos de vento do mundo. Além disso, reproduz aquele estilo bem holandês, que lembra bastante os moinhos de Kinderdijk. Ou seja, ótimo lugar para um bate e volta saindo de Curitiba, ao estilo holandês!

Tem até uma espécie de museu da memória dos imigrantes por lá. Além disso, dá pra subir até a janelinha lá de cima pra ter uma vista mais panorâmica da região.

A Keila do Turistando pelo Paraná já foi umas duas vezes pra lá e deu umas dicas bacanas também 😉

Moinho Castrolanda
Moinho Castrolanda. Imagem:  Fernanda | Adobe Stock

Você ainda pode encontrar o Museu Centro Cultural Castrolanda, lugar certo se você quiser saber mais da história da imigração holandesa na região.

E se você quiser ter uma vista mais alta da região, pode ainda subir o Morro do Cristo, que fica pertinho do centro de Castro e dá pra ter uma vista panorâmica da região.

Carambeí

Ali do ladinho de Castrolanda, a meia hora voltando pra Curitiba, fica a cidade de Carambeí. Esta é outra colônia holandesa que cresceu com a produção de leite e derivados. Mas não é só de de indústria que vive a cidade, né?

Em Carambeí, você vai encontrar o Parque Histórico de Carambeí. Este lugar é na verdade um complexo de museus com 100.000m², com vários pontos de interesse lá dentro!

  • Casa da Memória, onde fica o acervo histórico da cidade de Carambeí.
  • Museu do Trator, que retrata a história da agricultura da região.
  • Vila Histórica, que recria a antiga Colônia Carambehy, com réplicas das casas de colonos holandeses, escola e estação de trem, além da primeira igreja construída na época.
  • Parque das Águas, onde conhecemos melhor as tecnologias de diques, eclusas, pontes, represas, quebra-mares e outras tecnologias aquáticas que os holandeses são referência.
  • Centro Cultural Amsterdã, onde é possível sentir-se passeando por um quarteirão de Amsterdã.
  • Centro de Exposições, onde acontecem vários eventos culturais e esportivos.

Outro atrativo da região é o Parque Nacional dos Campos Gerais, com cerca de 21.300 hectares. Trata-se de uma unidade de conservação nacional que abrange a região de Castro a Ponta Grossa, passando por Carambeí.

A área preserva os remanescentes da floresta de araucária e pampas, uma região cheia de formações rochosas impressionantes, além de ter um valor histórico grande pela presença de pinturas rupestres. Um belo bate e volta saindo de Curitiba com direito a história, cultura e muita natureza!

Leia também: Trajeto do Aeroporto de Curitiba ao centro da cidade: passo a passo

2. Morretes

Morretes fica a 10m do nível do mar e é uma cidade bem mais quente que a capital Curitiba. Para chegar lá você pode fazer o passeio de trem, que é um trem clássico e um dos passeios mais famosos do Paraná! O trem sai de Curitiba logo cedo e volta no final da tarde.

trem saindo para Morretes
Vista do trem saindo para Morretes. Imagem: Carolina Kina

O passeio é um tanto quanto mais lento do que descer de carro, pois o trem vai a uma velocidade média bem baixa, mas com o dia bonito, super vale a pena!

O trem é cuidado pela Serra Verde Express, que foi uma das empresas que apoiaram o ERBBV. No site da companhia, é possível comprar o passeio ida e volta de trem ou uma perna de trem e outra de van. Esta é uma solução que vale a pena para conhecer um pouco da história da região! Neste passeio, vai um guia na van explicando a história das cidades e fazendo algumas paradas para apreciar a vista do caminho.

Ah! Mais uma dica do passeio de trem: No trajeto de Curitiba para Morretes, vale a pena tentar conseguir vaga do lado esquerdo do trem. Já para quem faz o contrário, procure o lado direito, pois assim você terá a melhor vista do passeio.

O que fazer em Morretes?

Morretes
Morretes, Paraná. Imagem: Worldwide Pictures | Adobe Stock

A cidade de Morretes é uma joia colonial brasileira! Com construções antigas e chão de pedra, o que dá um clima romântico à sua viagem. Vale a pena usar calçados confortáveis! 😉

Um dos grandes atrativos é o barreado, iguaria gastronômica da cidade. Trata-se de uma carne cozida na panela de barro selada com barro para não deixar o vapor sair. São muitas horas no fogo para deixar a carne bem desfiada e molinha, além de ganhar todo o aroma dos temperos que vão na panela. O prato pode não ser dos mais bonitos na apresentação, mas é uma delícia para quem come carne!

Serve-se o barreado com arroz e banana (alguns restaurantes fazem banana empanada recheada com a carne do barreado) e com o caldinho da carne, fazem um tipo de pirão.

Saindo do almoço, vale a pena curtir a feirinha da cidade, onde podemos encontrar desde as famosas balas de banana e gengibre até flores e artesanatos variados. E quem curte uma boa cachaça encontrará na cidade uma cachaça premiada que é vendida bem no final da feira, no caminho para a igreja.

3. Lapa

A uns 70km de Curitiba, Lapa nasceu da passagem dos tropeiros e é um lindo bate e volta saindo de Curitiba. Lapa tomou porte de cidade em 1872 e em 1894, durante a Revolução Federalista, foi cenário de um importante episódio. Lá aconteceu o Cerco de Lapa, quando os pica-paus resistiram bravamente por 26 dias ao cerco dos maragatos e até hoje é possível ver na cidade a lembrança desses dias.

Lapa
Lapa. Imagem: Lu Fotografia [CC BY-SA 4.0 ] | Wikimedia Creative Commmons

Se você gosta de história, este é um lugar perfeito para um bate e volta saindo de Curitiba. Fora isso, as ruas e as casas coloridas do centro histórico da Lapa foram as primeiras a serem tombadas como patrimônio histórico pelo IPHAN. Ou seja, lugar único que merece a visita!

4. Colombo

Para quem gosta de ter um contato maior com a natureza, Colombo é o lugar perfeito para um bate e volta saindo de Curitiba! Além de ser um lugar com natureza incrível, é uma das cidades que fazem parte do chamado Circuito Italiano de Turismo Rural, criado em 1999. Este lugar conta com a beleza da região aliada aos prazeres gastronômicos das vinícolas, restaurantes típicos e cafés coloniais.

Colombo
Colombo, Paraná. Imagem: SamirNosteb [CC BY 3.0]| Wikimedia Creative Commons

Mas se você quer ir mais perto da natureza, lá do ladinho de Colombo, fica o Parque Municipal Gruta Bacaetava. A gruta foi descoberta entre o final do século XIX e o começo do XX em uma propriedade privada que foi comprada nos anos 2000 pela prefeitura! Hoje é uma das principais atrações turísticas da cidade.

5. Witmarsum

Entre os Bate e volta saindo de Curitiba, este é um lugar único! Em 1924, imigrantes alemães fundaram o que seria mais tarde o município de Witmarsum em Santa Catarina. Anos depois, em 1950, alguns descendentes desses imigrantes fundaram a Colônia de Witmarsum, no Paraná. Essa é uma história bem básica e resumida de como tudo isso aconteceu, mas é mais pra ter uma ideia mesmo.

Witmarsum
Witmarsum. Imagem: SamirNosteb [CC BY 3.0]| Wikimedia Creative Commons

Um passeio legal é aproveitar um sábado de manhã, quando acontece uma feira dos produtores da região. É possível encontrar queijos, geléias, pães, bolachas e várias delícias! Mas é só na parte da manhã mesmo, viu? Das 9h30 às 12h, não vá se atrasar 😉

Saindo da feira do produtor, é possível aproveitar os restaurantes de comida típica alemã, os quais achamos tanto buffet à vontade, quanto pratos à la carte, aí vai de gosto.

Depois do almoço, dá pra aproveitar o Museu de História Witmarsum, que conta um pouco da história da imigração. A idéia é ir depois do almoço, porque ele fica aberto das 14h às 17h de final de semana e feriado.

Finalmente, aproveite as confeitarias da cidade e suas delícias de café colonial.

Bate e volta saindo de Curitiba

Este post faz parte de uma série de posts produzidos a partir do Encontro da RBBV de 2018, sediado em Curitiba, com patrocínio de TripAdvisor, SegurosPromo, EasySim4U, ViajaNet e Booking.com. Parceria de Curitiba Convention & Visitors Bureau, Instituto Municipal Curitiba Turismo e apoio de Belvitur, Curta Curitiba e Serra Verde Express.

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com