Se você está com dúvidas sobre o que fazer em Pequim, eu montei uma lista com as programações que não podem faltar de forma alguma na sua viagem. Eu estive em Pequim recentemente, numa viagem de uma semana. Consegui aproveitar bastante da cidade, mas a sensação que tive ao deixá-la é de que eu poderia ter passado meses ali que seria impossível ter visto tudo. Portanto, aí vai um compilado das coisas que fiz e visitei e que considero as mais importantes para você fazer em Pequim também.

Atenção! Se essa é a sua primeira viagem para Pequim, temos aqui um post especial para te ajudar nessa preparação.

Pequim não é uma cidade fácil de se visitar. Isso porque a China não é um pais muito trivial ou turístico. Então, é importante se preparar bem para essa aventura, que vale muito a pena!

Leia também: Primeira vez em Pequim: dicas de ouro para você não ficar na mão

O que fazer em Pequim?

1. Cidade Proibida

A Cidade Proibida é um dos monumentos mais incríveis que já visitei na vida. É um lugar gigantesco, considerado um Património Mundial da UNESCO. Eu resolvi colocá-lo em primeiro lugar na minha lista do que fazer em Pequim pois é realmente uma atração imperdível.

A Cidade Proibida é um complexo de inúmeros palácios, com um tamanho de 1.100.000 metros quadrados. Ela foi lar de 24 imperadores ao longo dos séculos e sua história está toda lá, pronta para ser vista.

A entrada geral neste lugar foi proibida durante anos. Somente o imperador poderia permitir o acesso a qualquer pessoa. Hoje a entrada é permitida e você pode visitar seus inúmeros edifícios e palácios que guardam obras antiquíssimas. Elas contam a história do povo chinês e sua influência no mundo, por meio de suas pinturas, caligrafias e cerâmicas das coleções imperiais.

Tire um dia inteiro para visitar a Cidade Proibida

Como este é um lugar que você não pode deixar de visitar, eu recomendo tirar o dia todo apenas para ele. Vá com um sapato confortável e água. A minha recomendação é ir bem cedo para fazer a visita com calma e ficar o dia todo ali. É muita coisa para andar e ver, então vale ir fazendo paradas entre os jardins dos palácios para descansar.

Outra dica de ouro é comprar o ingresso antes, pois as filas costumam também ser gigantescas! Óbvio que eu fui trouxa e deixei pra comprar lá na hora. Pensei que não teria nenhum problema e acabei ficando 1 hora e meia na fila, num calor escaldante, pra conseguir meu ingresso. Mas aprendi a lição e nunca mais faço isso.

Compre aqui o seu ingresso antecipado para visitar a Cidade Proibida.

Imagem: weixx Adobe Stock

2. Tiananmen Square

Em frente à Cidade Proibida está a Praça Tiananmen, que também pode ser visitada. Palco de importantes eventos históricos, a Praça Tiananmen é conhecida como o Portão da Paz Celestial e abriga o Monumento Heróis do Povo, O Grande Salão do Povo, O Museu Nacional da China e o Mausoléu de Mao Zedong.

Essa é considerada uma das maiores praça do mundo, e possui uma importância particular para a China e para o mundo. Foi ali que em 1o de Outubro de 1949 Mao Zedong (ou Mao Tsé-Tung) proclamou a República Popular da China e ali também em Junho de 1989 aconteceu o protestos pró-democracia.

A minha recomendação é visitá-la antes de visitar a Cidade Proibida, logo pela manhã.

Imagem: superjoseph Adobe Stock

3. Summer Palace

Pensa num povo que gosta de um palácio… São os chineses! Eles possuem palácios para tudo. E você vai reparar bem isso quando estiver em Pequim. Tem palácio para a Imperatriz trocar de roupa, palácio para o imperador rezar, palácio para receber os amigos, para fazer negócios, para tomar chá… e, é óbvio, que não poderia faltar o Palácio de Verão! Se você for em Pequim no verão, você verá que o calor não dá trégua. Inclusive, a minha recomendação é que você escolha uma meia estação, como Primavera ou Outono para ir à capital chinesa.

O Summer Palace é um complexo de palácios que eram usados no verão pelos imperadores chineses. Mais uma dessas atracões para você se perder durante todo o dia. Rodeado de jardins e lagos, você pode também ir de um Palácio a outro por barcos. Um passeio super gostoso de fazer e que também vai te demandar um dia inteiro. Portanto, vá com aquele sapato confortável e muita energia. Chegue de manhã e prepare-se para ir embora só no fim do dia. Mas não deixe de ir! Definitivamente uma das atrações mais lindas para você incluir na sua lista do que fazer em Pequim.

Outra coisa importante de lembrar para o Summer Palace e todas as atracões de Pequim é: garanta a sua entrada com antecedência! Sim, isso é importante, pois os monumentos e palácios são sempre todos cheios e você pode perder horas na fila para comprar uma entrada.

Neste link aqui você pode comprar o ingresso antecipado para o Summer Palace com guia que fala inglês explicando mais sobre o lugar. Ele te encontra no seu hotel e te leva até o local usando o transporte público.

Imagem: Ashwin Adobe Stock

4. Lama Temple

Outro lugar que gostei muito e que acho que vale a pena visitar é o Lama Temple. O Lama Temple é um templo budista no meio da cidade, que tem um viés muito religioso ainda. É como visitar uma igreja na Itália. Você verá ali pessoas rezando, acendendo incensos e em reverência. Existem muitos budistas na China e o Lama Temple é um local onde grandes artes budistas tibetanas milenares estão guardadas. Você tem acesso a tudo lá, inclusive a participar de cerimônias quando elas acontecem.

Não é um local muito grande, então você consegue fazer a visita em até duas horas. Ele fica localizado numa rua movimentada de comércio local. Eu deixei para comprar lembrancinhas para meus amigos ali. Então, vale ir com tempo para bater perna ao redor também. Principalmente se você gosta de estátuas de Buda, incensos e coisas do tipo.

Imagem: BRIAN_KINNEY Adobe Stock

5. Temple of Heaven

O Temple of Heaven é um local muito especial onde os imperadores faziam suas cerimônias religiosas de sacrifício. Lembra que eu disse que os imperadores tinham um palácio pra cada coisa? O Temple of Heaven é um deles.

Ele fica localizado num lindo parque, onde você verá diversas pessoas praticando Tai Chi Chuan e alguns movimentos de artes marciais ao ar livre. Um passeio gostoso de se fazer e que não demanda tanto tempo quanto o Summer Palace ou a Cidade Proibida. Em uma manhã ou tarde você consegue visitar o Temple of Heaven e a minha sugestão seria fazer ele e o Lama Temple no mesmo dia, com uma paradinha para almoço entre os dois. Por que não?

Compre aqui o seu ingresso para visitar o Temple of Heaven e evitar filas.

Heaven Temple Pequim
Imagem: rabbit75_fot Adobe Stock

6. Pato de Pequim

Se você for a Pequim, não deixe de comer o famoso Pato de Pequim. Esse é o prato típico de lá e que eu recomendo de olhos fechados. Primeiro, porque é uma experiência única. É um prato que demora um pouco para ficar pronto, então você pode começar com dumplings de entrada. O pato vem assado e com uma casca crocante que é comido com açúcar. Parece estranho assim falando, mas quando você experimenta, é algo de outro planeta de tão bom.

Você vai encontrar esse prato em vários restaurantes pela cidade, pois é algo realmente bem tradicional. Confesso que achei um pouco estranho me alimentar na China, pois eles têm muitos pratos bem diferentes da nossa cultura. Mas o Pato de Pequim é como se fosse o nosso tradicional frango assado, mas com um sabor e acompanhamentos bem diferentes. Algo mesmo que só provando pra sentir.

7. Muralha da China

Outro passeio que não pode faltar na sua lista do que fazer em Pequim é, obviamente, visitar a Muralha da China. Esse também é um programa que dura um dia inteiro e que eu recomendo que você contrate um transfer para ir. Sim, você pode ir de transporte público e tentar se virar por lá. Mas na China as coisas não são tão simples e as pessoas falam muito pouco inglês. Portanto, contratar um transfer aqui vai te poupar muita dor de cabeça.

A Muralha da China fica bem próximo de Pequim. De carro eu levei pouco mais de 1 hora. Isso vai depender muito do trânsito no dia. Eu aconselho ir pela manhã para você ter tempo de percorrer a muralha com calma. Acredite, você vai querer fazer isso. O visual ali de cima é maravilhoso e a sensação de estar ali é indescritível.

Chegando na Muralha da China

A Muralha conta com vários portões de entrada e você pode percorrer o quanto quiser. Óbvio que existe a parte mais turística e lá você receberá um mapa que irá te dar maiores informações. Vá até onde o seu fôlego permitir. Novamente, é um passeio desgastante, que envolve esforço físico e energia. Minha recomendação é ir pela manhã, após um bom café da manhã. Leve água e vá com um tênis confortável.

Você pode subir a Muralha de diversas formas. Pode ir de bike, andando ou de teleférico. Eu subi de teleférico e não me arrependi. A caminhada ali é intensa e percorrer a muralha já é algo que exige muito esforço, pois é cheia de subidas e descidas. Você pode descer de teleférico também, caminhando ou de tobogã. Eu optei por descer de tobogã e foi uma diversão! Para descer de tobogã, você precisa pagar um extra, mas nada super caro.

Reserve aqui o seu transfer e entrada para a Muralha da China e evite dores de cabeça.

Imagem: drfoto3 Adobe Stock

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com