Pequim é uma cidade que me deixou muito impressionada. Imponente, organizada, gigante e com uma beleza marcante e peculiar. Eu confesso que fiquei muito feliz em ter a minha primeira vez em Pequim.

Leia também: 12 coisas que a China mudou na minha vida

Chegar na capital da China é uma experiência única. Primeiro pelo aeroporto, que é um dos mais gigantes que já estive. Depois, pela grandeza da cidade mesmo. E as diferenças culturais que são inúmeras. Pensando nisso, resolvi fazer uma listinha para ajudar aqueles viajantes que estão indo para Pequim pela primeira vez. Se esse é o seu caso, recomendo que leia esse post com atenção para evitar possíveis transtornos que eu tive – e que eu gostaria que ninguém tivesse.

Chegando em Pequim

A primeira coisa que você vai notar ao chegar em Pequim é que é raro ver alguém que fale inglês por lá. Portanto, vá preparado com o endereço do seu hotel escrito num papel ou reserve um transfer para não passar apuros. Ao chegar no aeroporto você tem várias formas de ir ao seu hotel. A mais comum e segura delas é por taxi, ou, pelo menos foi o que eu achei na época.

Cheguei com o endereço do hotel impresso e entreguei para o motorista, que teimava em me perguntar coisas em chinês, como se eu pudesse entender algo do que ele estava falando. Por isso, meu primeiro arrependimento foi não ter reservado um transfer que me buscasse no aeroporto e me levasse ao hotel. É aquele típico barato que sai caro, sabe?

Imagem: SeanPavonePhoto Adobe Stock

Evite dor de cabeça ao chegar. Reserve um transfer

Se eu tivesse sido mais esperta e premeditado que a comunicação fosse tão complicada por ali, eu teria feito a reserva do transfer antes. E, assim, evitado a dor de cabeça que foi pegar um taxi com o qual eu não conseguia me comunicar e que errou diversas vezes o caminho do meu hotel. Chegou um momento o taxista me largou no meio da rua e me fez terminar o percurso caminhando por um lugar que eu não tinha nem idéia de onde estava. Finalmente eu cheguei no meu hotel, mas isso me rendeu uma boa dor de cabeça inicial.

Taxi em Pequim
Imagem: xixinxing Adobe Stock

Você pode negociar o transfer diretamente com o seu hotel ou por aqui, que costuma ter preços melhores. Alguém estará te esperando no aeroporto com uma plaquinha com o seu nome e você será entregue na sua direção, sem maiores problemas.

Social mídia? Prepare seu VPN

Seu email é Gmail e você é, como eu, um viciado em Whatsapp, Facebook e Instagram? Já vai esquecendo disso enquanto estiver na China… Na verdade, você pode aproveitar a viagem para fazer um detox digital, já que esses sites e apps são proibidos por lá e não funcionarão no seu celular ou computador. Ou então, a alternativa que encontrei foi baixar um serviço de VPN que me deixava acessá-los, ainda que com uma velocidade mais lenta. Eu realmente recomendo você fazer o mesmo, até porque o Google Maps e Google Translator foram fundamentais na minha primeira vez em Pequim.

Como a comunicação é complicada, o Google Translator se tornou meu parceiro número um em restaurantes e para pedir informações pelas ruas. O Google Maps também foi fundamental, até porque decifrar endereços com aquele ideograma, era impossível. Então não se esqueça de ativar um serviço de VPN antes de viajar e não passe perrengue por lá!

Vish! É gente saindo pelos canos!

Uma coisa que você vai reparar em Pequim e que eu nunca vi igual em qualquer outro lugar do mundo, é a quantidade de gente. Eu tinha a sensação de que as pessoas brotavam dos canos, de tanta gente que aparecia em todos os lugares, principalmente os turísticos. É de se esperar, em se tratando de um dos países mais numerosos do mundo. E o povo é chinês mesmo, não são essas hordas de turistas internacionais não… Inclusive, ao contrário de outras cidades mundialmente conhecidas, como Paris e Roma, em Pequim eu quase não vi estrangeiros.

Imagem: hikdaigaku86 Adobe Stock

O fato de ter muita gente nos pontos turísticos (algo inesperado para mim), fez com que comprar ingressos para as entradas dos monumentos se tornasse algo penoso. Para visitar a Cidade Proibida, por exemplo, eu demorei quase 2 horas só para conseguir o ingresso, porque eu não fui esperta o suficiente para comprar o ingresso antes. Então, se você tem planos de ir para Pequim, não cometa o mesmo erro que eu e garanta o seu ingresso antecipadamente para as atrações!

Confira e compre aqui os seus ingressos antecipados para Pequim.

Prepare-se para andar e muito!

Outro erro que cometi na minha primeira vez em Pequim foi não ter levado um tênis confortável para a viagem. Eu sou daquelas que têm preconceito com tênis e acabei não levando um bom para subir a Muralha da China e me arrependi amargamente. Amigos, não seja como eu! Sabe aquele seu tênis de corrida ou caminhada? É ele que será seu melhor amigo em Pequim. Não só para ir na Muralha da China, como também para visitar todos os outros palácios por lá.

Acho que eu nunca caminhei tanto numa cidade para visitar os monumentos turísticos, como caminhei em Pequim. Os palácios e templos são imensos, e lindos. Cada um pode levar até um dia inteiro entre salas e palacetes, então um tênis confortável é a melhor pedida. Eu te garanto que você vai ficar babando com todos os detalhes, então não se deixe cansar facilmente por estar desconfortável. Definitivamente um aprendizado que vai ficar pra vida!

Imagem: rabbit75_fot Adobe Stock

Transporte público é a melhor opção

Apesar da barreira lingüística, quando você já se muniu com seu VPN e Google Maps, a melhor forma de se locomover em Pequim é por meio do transporte público. Os ônibus e metrôs são muito bem distribuídos, com ar condicionado e funcionam regularmente.

Pode dar um medinho inicial, como também aconteceu comigo, mas o pior é você estar parado no meio da rua, sem saber onde está e ser recusado por inúmeros taxis que preferem simplesmente não ter que lidar com estrangeiros por não falarem inglês. Sim, amigo, taxi em Pequim é sempre uma roubada (pelo menos foi pra mim!). O transporte público é seguro, extremamente barato e eu garanto que não te dará dor de cabeça.

Imagem: 06photo Adobe Stock

Evite o Inverno ou Verão

Se você puder evitar ir para Pequim no inverno ou no verão, melhor. As temperaturas são extremas e você não conseguirá aproveitar bem a cidade. Eu acabei indo no verão, também por desconhecimento, e me arrependi profundamente. O tempo era abafado, a poluição reinava e o calor é daqueles úmidos que faz qualquer verão no Rio de Janeiro parecer fichinha. Amigos, eu queria morrer!!! Como eu falei antes, as caminhadas são intensas e uma temperatura amena se faz necessária para isso. A cidade é linda e tem muito a oferecer, então se você está planejando a sua primeira vez em Pequim, tente ir na Primavera ou Outono. Você irá aproveitar muito mais!

https://www.instagram.com/p/BWrwC_jjobTjS7JM_FDEKT5SnVAUaw49D9fRew0/

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com