Procurando o que fazer em Montevidéu? Encontrou! Além de comer, MUITO, aqui deixamos as dicas de como aproveitar melhor a capital do Uruguai, vai por mim, tem muita coisa legal para se fazer por ali! Na nossa viagem, nós ficamos de quinta a domingo em Montevidéu e foi o suficiente. Recomendamos 3 dias na cidade, para explorar os belos Parques, a Ciudad Vieja e degustar a culinária maravilhosa! Nham! Veja como foi a nossa experiência e conheça as dicas sobre o que fazer em Montevidéu.

Onde fica Montevidéu no Mapa?

Fica na pontinha sul do Uruguai, entre Punta del Este e Colônia do Sacramento, na beira do Rio da Prata. Do outro lado da Baía está a Argentina e Buenos Aires fica quase que na mesma linha que o Uruguai, só que do outro lado. A cidade encontra-se no departamento de Canelones.

Como chegar a Montevidéu?

Há várias formas de chegar a Montevidéu. Se for de avião, o ideal é usar o Aeroporto Internacional de Carrasco. Há vôos de 2 horas desde Porto Alegre ou 50 min desde Buenos Aires. Chegando lá, você pode ir até o centro de Montevidéu usando os ônibus, táxis, vans coletivas ou de carro alugado, que foi a nossa opção. Abaixo vou deixar os preços e informações de cada transporte. ok?

  • Ônibus: 64pesos – não recomendo para quem tem pressa ou muita bagagem
  • Táxis: cerca de 1000 pesos – se pedir um táxi por telefone fica mais barato
  • Traslado privado (se fechar com antecedência, compensa bastante!)
  • Carro alugado: nós alugamos um carro de domingo a quarta por 106 dólares

Aeroporto de Montevidéu

Se você quiser ir até Montevidéu de carro, você pode ir pelas principais estradas até o Terminal Tres Cruces (próximo do centro e da orla). Saindo de Santana do Livramento – RS são 6h30 de carro, pela Ruta 6. Saindo de Chuí – RS são 4h30 de carro pela Ruta 9.

Também rola ir de ferryboat saindo de Buenos Aires (Buquebus, 2h15min) até o Porto de Montevidéu (localizado na Ciudad Vieja) ou ainda por Colonia (Ruta 1, 3h) ou Punta del Este (Ruta 10 – Interbalnearia, 2h).

O que fazer em Montevidéu?

No primeiro dia, escolhemos passear de HopOn – HopOff, o ônibus turístico que percorre a cidade, para ter uma noção dos principais pontos turísticos. São 12 paradas com vários pontos de interesse, partindo do Mercado del Puerto, passando pelo centro, em direção ao Palácio Legislativo, Parque del Prado, Estádio Centenário, Parque Rodo e parte da Rambla. Não é muito barato ($572,00 pesos – você pode comprar em qualquer Abitab), funciona num horário restrito (entre 10h e 17h, com frequência a cada hora) e tem validade de 24h a partir da primeira viagem. Mas possui áudio guia e foi bom para conhecer a cidade como um todo. Outra opção é fazer um tour guiado em Português, dá uma olhada neste site aqui.

Nos dias seguintes, nós caminhamos bastante pela cidade. Montevidéu é muito arborizada, possui amplas calçadas, é segura e tem muitos pontos interessantes para fotografar! As quadras são perfeitamente numeradas (fica fácil achar qualquer estabelecimento), com boa sinalização e calçamento. O horário comercial é de 9h – 19h, com a siesta das 13h-15h.

Entre os pontos turísticos mais visitados, recomendamos:

  • Parque Rodó com os passeios do lago, exposições, edificações e feira aos domingos.
  • Parque del Prado, com os caminhos arborizados, o Córrego Miguelete, as esculturas, exposição fotográfica, o belo rosedal e jardim botânico.
  • Passeio a pé pelos calçadões da Ciudad Vieja (Sarandi, Perez Castelliano) entrando nas diversas livrarias e cafeterias. Aproveite para ler enquanto toma um chocolate quente na livraria Puro Verso.
  • Feira de antiguidades na Praça da Constituição.

Montevidéu Livraria

  • Sentar e observar a dinâmica da Praça da Independência e conhecer o mausoléu do General Artigas.
  • Caminhar ou pedalar pela Rambla. Na Ciudad Vieja é interessante caminhar pelas ruas altas observando o Rio de La Plata logo abaixo.
  • Conhecer o Teatro Solis – visitas guiadas $60 pesos por pessoa
  • Almoçar um belo churrasco no mercado del Puerto e comer alfajor de sobremesa na Alfajores del Uruguay.
  • Caminhar pela Praça do Entrevero, apreciar um Chivito e uma cerveja no La Pasiva.
  • Ver um Show de Tango! Nós fomos ao Bar FunFun. É um bar pequeno, bem perto da Praça da Independencia, com uma decoração bem divertida – mas não é frequentado por jovens. Apesar de caro, tem show de Tango, com música tradicional e Candombe. Recomendamos jantar antes (os pratos são caros) e reservar uma mesa antecipadamente (os melhores lugares são exclusivos). Só o Candombe não foi como esperávamos (parece sertanejo universitário) mas para quem gosta, é bastante animado. Entradas + 5 Cervejas Litro + Petisco – $1760 – R$220, você pode comprar o pacote aqui.
  • Bairros Punta Carretas, Pocitos e Buceo para baladas.

Montevidéu fora da Rota

Conhecemos a tradicional feira de Tristán Narvaja de domingo (9h-16h). É uma feira enorme, que ocupa diversas ruas do centro. Mas não é uma feira tradicional para turistas. Tem tudo o que se pode imaginar, mas para residentes! Muitas frutas, vegetais, alimentos, materiais de higiene, roupas usadas, misturado com móveis, retratos antigos, antiguidades e muitos, mas muitos livros.

O que recomendaram, mas não fizemos:

  • Ir a algum bar no final da Av. Luis Alberto de Herrera, região próxima ao WorldTradeCenter e Shopping Montevideo (Barba Roja, Bar 21, Burlesque)
  • Bares El Pony Pisador (músicas latinas e mpb) e The Shannon Irish Pub (rock e cervejas artesanais) na Ciudad vieja
  • Café Oro de Rhin
  • Uma arquiteta que faz passeios pelo bairro Pocitos! Saca só o site dela!

montevideo_18_julho

Onde comer em Montevidéu?

Essa é a melhor parte de Montevidéu! Quanta comida gostosa! Pancho, Milanesa Napolitana (Bife à parmegiana), Chivito, Frankurt (cachorro quente), Parrilla ou Asado (carne de churrasco normalmente sem acompanhamento), Bizcochos (croissants)!

Recomendamos experimentar primeiro o Chivito! É um sanduíche enorme, com salada, queijo, ovos e um filé dos sonhos e tudo o que mais quiser. Chivitos Marcos da Av. Sarmiento x R. Luis de la Torre foi o melhor de todos! Funciona como um subway, que você escolhe os recheios. Dois chivitos enormes: $800 pesos. Os vários La Pasiva e do Lo de Pepe também são muito bons. O combo promocional 2 hamburgueres, batata e Pepsi do La Pasiva por $298pesos – quebrou muito nosso galho também.

Para as famosas pizzas al tacho e fainás, vá ao tradicional Bar Tasende, próximo ao Teatro Solis. Tudo ao forno, com atendimento maravilhoso: 4 fatias + cerveja litro $500 pesos.

Os alfajores mais gostosos que experimentamos foram La Pataia (doce de leite sensacional), e Negro (chocolate fantástico). Vale a pena comprar nos mercados (em média $20-$25pesos – a unidade)

Montevidéu Assado

Onde dormir em Montevidéu?

O Hotel Los Angeles, em que ficamos era muito bem localizado, na Av. 18 de Julio. Eles liberaram o quarto mais cedo no check-in e ficaram com as nossas malas depois do check-out, para que rodássemos mais na cidade. Está a poucos metros da Praça da Independência, quarto e chuveiros bons, WIFI e HBO (ótimo para ver GOT :P). Não pagamos pelo café da manhã nas nossas diárias, que custava 10 dólares por pessoa. Optamos por comer na rua com mais opções. A média de um croissant + café para dois era $230 pesos.

A região da Av. 18 de Julio próxima à Praça da Independência tem muitos hotéis, pousadas e albergues, está próximo dos pontos de maior interesse turístico e é bastante movimentada o tempo todo.

Últimas dicas sobre Montevidéu

Os ônibus comuns lá são muito bons. São várias rotas e os motoristas são muito atenciosos. Dá para pegar para alguns trechos tranquilamente. Custa $20,00 por pessoa. Já o ônibus comum que vai até o aeroporto eu não recomendo porque vai lotado, demora cerca de 1 hora e não tem local para bagagem. Não é necessário alugar carro para rodar dentro da cidade. A maioria dos hotéis não oferecem estacionamento e dá para andar para qualquer lugar em segurança.

Nos restaurantes há um desconto de IVA de 18,5% para pagamento em cartão de crédito de estrangeiros. As diárias de hotéis e locadoras de carro também têm desconto. Até pelo booking. Ou seja: mesmo com o IOF de 6,38%, vale a pena usar o cartão! Em vários estabelecimentos turísticos aceitam real, mas normalmente nos locais menores, artigos de rua, e nos hotéis somente pesos ou dólar.

As estradas são um tapete, vazias, bem sinalizadas, com paisagens belíssimas de campos, lagos e fazendas. Possuem pedágios de $75 pesos. A gasolina é bem cara e tem o preço tabelado. Para cruzar a fronteira com carro brasileiro, precisa-se do seguro “Carta Verde”.

montevideo_roseal

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com

Imagem Destacada: Banco de Imagens iStock
Créditos: Spectral-Design