Estudar nos Estados Unidos é o sonho de muita gente. Seja para fazer um curso de idiomas e aprimorar o inglês, ou até mesmo um MBA. Para quem quer estudar nos Estados Unidos, é preciso tirar o visto de estudante. E tirar o visto de estudante para os Estados Unidos não é tão complicado assim, pois a sua escola será a sua aliada nesse processo.

Visto de estudante para os Estados Unidos: encontrando uma escola

O primeiro passo para tirar o visto de estudante para os Estados Unidos é entrar em contato com a instituição em que você pretende estudar. Você não pode simplesmente decidir estudar nos EUA e tirar um visto para isso.

Você deve ir já aceito por uma instituição cadastrada e autorizada para o procedimento de vistos. Quando estiver por lá, você poderá estender o seu pedido, fazer outro curso ou mudar de escola. Mas é importante ter em mente que para iniciar um processo, você precisa do aceite de uma escola antes.

Visto de estudante para os Estados Unidos: documentos para a escola

Após entrar em contato com a escola e se inscrever no curso desejado, ela irá dizer se você está apto ou não para realizá-lo. O processo de escolas de idiomas e universidades é um pouco diferente e cada uma tem o seu procedimento específico. O que é comum entre todas é que você deverá prover a eles provas de meios financeiros para se sustentar nos EUA no período do seu curso. Isso, porque o visto de estudante não te dá direito a trabalhar no país. Alguns te dão uma exceção de realizar estágios, mas isso depende do tipo de programa que você irá realizar por lá. Isso não se aplica se você estiver indo estudar idiomas.

A escola irá analisar os seus documentos e mandar uma carta de aceite, que será a base do seu processo do visto de estudante para os Estados Unidos. Você só poderá dar entrada no seu visto com essa documentação enviada pela escola para você.

Visto de estudante para os Estados Unidos: contando com uma ajuda extra

Todo esse processo pode ser feito diretamente por você, ou com o suporte de uma agência de intercâmbio. Hoje em dia são várias as agências que auxiliam nesse processo de escolha de escolas e tramitação de documentação.

A vantagem de fazer o processo com uma agência é que eles já te colocam à disposição uma gama de escolas e cursos disponíveis e te ajudam também na busca de estadia. Você paga um pouco a mais pela comodidade, mas evita possíveis dores de cabeça.

Visto de estudante para os Estados Unidos: solicitando o visto

Existem alguns tipos de visto de estudante que podem variar de acordo com o tipo de curso que você fará no país. Geralmente o visto de estudante não te dá direito a trabalhar e você é obrigado a cumprir uma carga horária de 20 horas semanais de estudos, no mínimo. Porém, alguns cursos (geralmente acadêmicos), eles te dão a opção de fazer um estágio.

Visto de estudante para os Estados Unidos: solicitando o visto

Para solicitar o visto de estudante, você deve fazer todo o procedimento online antes de ir ao consulado. Apenas após preencher todos os dados que eles pedem, você deve agendar – também online – a entrevista no consulado, onde você saberá imediatamente se seu visto foi concedido ou negado.

O visto de estudante nos Estados Unidos tem validade variável. Geralmente ele é válido pelo período do seu curso, mas você pode receber um visto com validade maior também. De todo modo, você pode solicitar a extensão da sua estadia quando estiver nos EUA. Essa extensão não muda o seu visto. Isso significa apenas que você pode ficar por mais tempo no país. Geralmente por até 5 anos. Mas, se você decidir sair do pais nesse período e o visto do seu passaporte estiver vencido, você deve solicitar um visto novamente para entrar no país.

Visto de estudante para os Estados Unidos: o processo online

Entrando no site do departamento de imigração, você deverá preencher todas as informações solicitadas antes de agendar a sua entrevista e biometria. A biometria consiste na coleta de digitais e a foto que eles tiram de você para o visto. É um processo rápido e simples, que tem hora marcada.

O questionário é um pouco longo de se preencher, são várias as perguntas. Sobre salário, situação empregatícia e financeira, que países visitados anteriormente, quantas vezes já foi aos EUA e etc.

Muita gente contrata um despachante para fazer isso, mas no meu caso eu fiz tudo sozinha e não tive nenhum problema. Só é necessário ter paciência, pois são muitos os detalhes. Por isso recomendo fazê-lo com calma e sem pressa. Eles vão te perguntar se você quer receber o visto em casa ou retirar no local. Se você tem pressa, retirar no local é a melhor opção.

Visto de estudante para os Estados Unidos: agendando a entrevista

Após preenchido tudo, você deverá pagar a taxa solicitada e agendar a entrevista. Essa é a parte que as pessoas têm mais medo: serem recusadas. Para o visto de estudante a recusa não é tão comum, uma vez que as escolas já fizeram uma pré-seleção antes e já estão em contato com o departamento de imigração.

Visto de estudante para os Estados Unidos: documentos importantes para a entrevista

Os Estados Unidos não querem receber pessoas que possam correr o risco de ficar como ilegais por lá. Por isso eles são bem restritos nas aprovações de vistos para brasileiros. Por isso, se possível, leve contigo todos os documentos que comprovem renda e vínculo com o Brasil. Alguns deles:

  • Todos os documentos da escola em que você pretende estudar;
  • carta do seu empregador, falando que você tem emprego fixo;
  • carteira de trabalho;
  • declaração de imposto de renda;
  • documento do veículo ou imóvel, caso tenha algum em seu nome;
  • certidão de casamento ou união estável, caso tenha uma;
  • extratos bancários dos últimos 3 meses;
  • extratos do cartão de crédito dos últimos 3 meses
  • passaportes antigos com vistos antigos dos EUA, se for o caso.

Visto de estudante para os Estados Unidos: a entrevista

A entrevista costuma ser rápida e pode ser em inglês ou português, como você se sentir mais à vontade.

Você chegará no consulado e entrará numa fila de acordo com os horários agendados. Você não pode entrar no consulado com nenhum pertence, incluindo celular. Então, já se prepare para ir só com os documentos necessários.

Você irá passar por uma revista antes de entrar na are das entrevistas. É uma coisa meio exagerada, confesso. Tudo para evitar terroristas. Uma vez na sala de entrevistas, você formará uma fila com os outros agendados no mesmo horário que você, e um a um será chamado pelos funcionários. A ordem é aleatória e não pense que você entrará numa salinha fechada para um bate papo. O negócio é feito em pé mesmo e dura muito, muito rápido.

O cônsul te fará perguntas básicas sobre você, a sua vida e suas razões para ir aos EUA. Seja sincero, responda no idioma em que se sentir mais confortável – inglês ou português – e a decisão será dada ali mesmo, na hora. Ele já dirá quando você deverá buscar o visto, caso aprovado, ou se não foi aprovado.

Visto de estudante para os Estados Unidos: preparando-se para a entrevista

Prepare-se para responder perguntas do tipo:

  • qual é o seu trabalho/estudo
  • se você é casado ou não
  • que curso quer fazer nos EUA
  • quanto tempo você pretende ficar por lá
  • por que escolheu determinada cidade
  • se você conhece alguém por lá e quem
  • se você já viajou para outros países
  • por que você quer ir para os EUA

Talvez ele nem te peça todos os documentos, mas é importante levar tudo o que puder para não ter nenhum questionamento. Caso seja perguntado, você os terá em mãos para provar que não está mentindo. Quanto mais vínculos você tiver com o Brasil, mas fácil será para o seu visto ser aprovado.

Visto de estudante para os Estados Unidos: recebendo o visto

Como os brasileiros têm ido cada vez mais estudar nos EUA, acho muito difícil um visto de estudante ser recusado. Mas acontece, então é importante se precaver.

Após a entrevista e o visto aprovado, você deverá fazer a parte da biometria. Também muito rápida. Essa fase consiste em coletar as suas digitais e fazer uma foto. Bem simples. Após isso, é só aguardar para receber o seu passaporte com o visto em casa ou ir buscá-lo no dia e horário agendados.

Boa viagem!

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com