Vai pra Portland? Que delícia! Portland não costuma estar nos roteiros mais populares dos Estados Unidos. E justamente por ser uma cidade menos turística, está cheia de atividades interessantes para se fazer no ano todo!

Tudo isso (e mais um pouco) fazem de Portland uma linda opção de passeio nos Estados Unidos. Então, bora conhecer Portland!

o que fazer em Portland

Para começar, Portland é uma cidade bem liberal. Localizada no coração da região Pacific NorthWest, a cidade já ganhou prêmio de cidade mais verde dos Estados Unidos. Portland também tem a fama de ser uma das cidades mais sustentáveis (aka hipster) e ecologicamente conscientes dos Estados Unidos.

A cidade possui uma extensa rede de ciclovias, inúmeros parques, muitas áreas para esporte e caminhadas, ampla rede de transporte público e o que eles chamam de “farm-to-table”dining. Ou seja, comida orgânica direto das fazendas locais para restaurantes e supermercados.

10 coisas para fazer em Portland

Bom, vou tentar listar 10 coisas para fazer em Portland independentemente da época do ano que você for viajar até lá. A lista está enxuta, o que é bom para quem está só de passagem ou tem pouco tempo na cidade. Mas saiba que tem muuuuito mais coisas para se fazer em Portland. Se pintar aquela dúvida, manda uma mensagem nos comentários que te ajudamos!

Leia também: 10 coisas para fazer em Seattle

1. Brunch na Kennedy School – McMenamins

Lembra que Portland é uma cidade hipster? Pois é, esta eu só vi em Portland. Os caras transformaram uma antiga escola de Portland em um complexo de bares, restaurantes e hotéis. Você pode passar horas se divertindo nas diferentes salas de aulas e espaços comunitários da escola enquanto degusta uma cerveja ou devora a sua refeição. Eu recomendo o brunch no Courtyard Restaurant, calórico e bem servido aos finais de semana. Se for dia de semana, servem café da manhã mais “convencional” por lá também!

McMenanins Kennedy School
Endereço: 5736 NE 33rd Ave

2. Powell’s City of Books

Depois da comilança, é a hora de dar uma voltinha por uma das livrarias mais famosas dos Estados Unidos. Isso porque esta não é uma livraria comum, mas sim, a maior livraria de livros independentes e usados do mundo. (Segundo eles!) Tem muito livro, sério! Há inclusive uma sala de livros raros, com entrada limitada, onde você encontra exemplares de livros tão antigos como as primeiras versões de Gutenberg. É realmente um passeio muito interessante e se você adora livros, vai sair de lá com um bom acervo nas mãos!

Eu comprei uma versão autografada do livro indicado por Helô Righetto, Women & Power, da Mary Beard. O tipo de livro que tem que ler com um marcador de páginas na mão! E Diego comprou um dos livros raros chamado “They Helped me Escape From”, que conta a história de Clayton C. David, professor emérito da Viriginia Northern Community College que foi piloto durante a II guerra mundial.

Powell’s City of Books
Endereço: 1005 W Burnside St, Portland, OR 97209

3. Voodoo Doughnut

O nome é engraçado e o lugar parece enfeitiçado mesmo! “Donut” é uma rosquinha de pão bem doce que os americanos adoram. Eu não sou muito chegada, acho doce demais… Mas tive que experimentar o Voodoo Doughnut, famosérrimo em Portland. Eles fazem uma série de sabores surreais e se mantém como uma mini cadeia independente em todo o Estado de Oregon. Só aceitam cash e estão começando a ampliar as lojas para outros lugares dos Estados Unidos, mas tudo muito controlado. As pessoas fazem filas de virar o quarteirão e levam as caixas rosas cheias de donuts para comer em casa, no hotel, no carro, onde estiverem. Eu provei esta mistura de chocolate e caramelo e adorei o sabor, não achei doce demais como os demais donuts que já comi! Talvez o voodoo tenha funcionado! 😀

Voodoo Doughnut
Endereço: 22 SW 3rd Ave, Portland, OR 97204

4. Portland Sunday Market

Se você está na cidade entre março até a noite de Natal, poderá conhecer o Sunday Market, que acontece aos sábados e domingos. Trata-se de uma feirinha estilo feira hippie, com arte, artesanato, comidas e bebidas ao longo da feira. Merece pelo menos umas 2h de visita e você pode aproveitar para conhecer as outras atrações ali do lado, todas bem pertinho uma da outra.

Portland Market | Imagem: Serenethos Istock

5. Mill Ends Park

Outra coisa bem hipster de Portland: o menor parque do mundo. Este parque é na verdade um pequeno vaso de plantas que puseram no meio da rua, mas foi registrado como parque. Então entrou pro Guiness como “menor parque do mundo”. É no mínimo divertido fazer uma foto por ali! E uma parada criativa entre o Sunday Market e o Waterfront Park.

Mill Ends Park
Endereço: 56 SW Taylor St

6. Tom McCall Waterfront Park

Este sim é um parque de verdade. Um dos espaços verdes mais bonitos de Portland, que fica justamente de frente para o rio Willamette. A caminhada é muito agradável, sempre há várias pessoas fazendo esporte ou brincando de jogar bolas de futebol americano por ali. E se você seguir adiante, a caminhada termina numa zona cheia de barzinhos e restaurantes descolados. Um dos passeios que mais curti fazer em Portland! Ah e bem ali de frente está a famosa placa com o nome da cidade, cartão postal de Portland!

Tom McCall Waterfront Park
Endereço: 98 SW Naito Pkwy

7. Portland Building e a Portlândia

Portland tem uma estátua de bronze que só perde em tamanho para a Estátua da Liberdade. Porém, esta estátua não é tão famosa porque o artista cobra direitos autorais. Ou seja, ninguém pode publicar a foto da bendita sem ter que pagar por isso!!! Em plena era de instagram, quem diria… Bom, eu acho esta história bizarra e por isso acho que vale a pena todo mundo ir lá no edifício onde fica a tal da estátua ver a Portlândia com seus próprios olhos! Só cuidado na hora de fazer uma selfie por ali, pode ser que te cobrem direitos autorais hein…

Ah, última coisa! A estátua estará coberta até novembro de 2019 em função das obras do edifício onde ela está alocada. Se a sua viagem for antes disso, nem perca seu tempo indo lá!

Portlând Building
Endereço: 1120 SW 5th Avenue

Portlandia

8. Alder St. Food Cart Pod

Se você ainda não percebeu, Portland é também famosa pela comida! E qual lugar melhor para experimentar comidas diferentes do que um quarteirão cheio de barraquinhas com quitutes de várias partes do mundo? É esta a proposta do Alder St. Food Cart Pod, um dos lugares onde há a maior concentração de barraquinhas na cidade. Há várias ruas com elas, mas a Alder é a mais famosa e talvez a mais tradicional na cidade. No site oficial você consegue ter uma dimensão maior da coisa, e ter uma ideia da quantidade de ofertas disponíveis.

Imagem: Another Believer Wikimedia Commons cc

Leia também: Por que eu não gostei de Las Vegas?

9. Restaurante Andina

E já que estamos falando em comida, deixa eu aproveitar a falar deste lugar que foi dica da minha amiga Camila Picolli! Trata-se de um restaurante super delicinha de comida peruana, o Andina. Eu adoro comida peruana e decidi visitar o lugar que conquistou a brasileirada. Este restaurante já saiu nos posts da própria Camila, e também da Mari do Ideias na Mala. Eu pedi mandioquinha frita pra começar e logo completei com uma carne de panela, já que a gravidez não me deixa comer comida crua. Diego pediu o famoso “cevice peruano” e não se arrependeu.

Andina Restaurant
Endereço: 1314 NW Glisan St, Portland

10. Portland Aerial Tram (o bondinho de Portland)

Este passeio vale muito a pena para ter uma vista panorâmica da cidade e das montanhas ao redor de Portland. Mas só vale se o dia estiver aberto, o que é uma raridade no inverno (quando estive por lá). Basicamente é um bondinho que conecta a o Waterfront com a Marquam Hill. Em Marquam Hill há um hospital e você pode olhar a vista lá de cima e baixar. Mas se tiver curiosidade, também pode dar uma volta pelo Marquam Nature Park que fica logo atrás do hospital. Há algumas trilhas por lá, para os fanáticos por hiking. Aqui neste site tem mais dicas sobre o parque.

Bondinho de Portland

Leia também: Inverno em Seattle, o que fazer?

Onde ficar em Portland?

Esta foi outra dica de ouro da Mila! O ideal é ficar no bairro chamado de Pearl District, que é um bairro bem centralizado e próximo à maior parte das atividades desta cidade. Nós ficamos no hotel Residence Inn by Mariott, uma excelente opção.

Os hotéis americanos costumam oferecer um serviço bem acima da média dos hotéis de mesma categoria em outros países. Este é um 3 estrelas que poderia fácil ser um 4 estrelas europeu. Moderno, com ótimas instalações, uma cama deliciosa, chuveiro excelente e café da manhã super completo. Fora isso, o quarto era super espaçoso, com cozinha integrada e toda aquela penca de canais na super TV de tela plana. Não tive nada do que reclamar!!

Residence Inn by Mariott / Pearl District
Endereço: 1150 Northwest 9th Avenue, Distrito Pearl, Portland
Reserve com cancelamento gratuito direto no site do Booking.com

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com

Imagem destacada:  Banco de Imagens iStock
Créditos: @RyanJLane