Se você estará em Seattle no inverno, talvez fique com algumas dúvidas. Afinal, o que fazer em Seattle durante o frio? Aliás, tem alguma coisa para fazer no inverno em Seattle?

Leia também:

9 atitudes para evitar a deprê do inverno no hemisfério norte

Dez coisas para fazer em Seattle

Onde ficar em Seattle? Bairros e dicas de hotéis

A resposta é sim, tem muita coisa para fazer no inverno em Seattle! Apesar de ser a estação mais fria e chuvosa de Seattle, há muitas atividades interessantes para se fazer na capital durante o inverno. Desde museus interativos, restaurantes moderninhos, e lojas conceito diferentonas até às estações de esqui a poucos quilômetros de distância e cidadezinhas fofas para visitar bem perto da cidade. Seattle é uma cidade que vibra tanto no verão como no inverno, portanto, vem comigo saber tudo o que fazer no inverno em Seattle!

Inverno em Seattle: Museu da Música Pop

Entre os museus da cidade, eu sem dúvida recomendo gastar um tempo no MoPop Museum, que é o museu da música de Seattle. É que Seattle tem a fama de ser a cidade do rock. Seattle é cidade que lançou grandes bandas como Nirvana e Pearl Jam, e músicos como Jimmy Hendrix, só para citar alguns. A visita ao MoPop é para conhecer mais a fundo o cenário musical de Seattle e de quebra, conhecer melhor o Seattle Center, onde fica o ícone mais famoso da cidade: a Space Needle.

Inverno em Seattle: Museu de Arte

Outro museu interessante para se conhecer durante o inverno em Seattle é o SAM – Seattle Art Museum. Trata-se de um museu de arte com três localizações diferentes. Isso porque o museu começou no Volunteer Park com foco em arte asiática nos anos 30. Com o passar do tempo, o museu precisou de uma nova localidade e parte do acervo se transferiu para o novo prédio no centro da cidade, inaugurado em 1991. O acervo de arte asiática ganhou um novo prédio no Volunteer Park em 1994. E em 2007, o museu ganhou um parque de esculturas ao ar livre, o Olympic Sculpture Park. Desenhado pelos arquitetos Weiss/Manfredi, o parque tem o intuito de ser um museu sem paredes, um lugar onde a comunidade pode interagir com a arte e aproveitar o tempo livre para relaxar num ambiente inovador.

Inverno em Seattle: Museu da aviação ou Museu da Boeing

Outro museu interessante para se visitar é o museu da aviação. Com um espaço enorme, este é o maior museu dedicado à aviação do mundo. Possui 175 aeronaves e espaçonaves no acervo, além de milhares de livros, fotografias antigas e documentos sobre o assunto. É mais uma atração turística independente e também um espaço educacional para adultos e crianças. O museu da aviação funciona diariamente das 10h às 17h e fica localizado em South Seattle, que é uma zona um pouco afastada das principais zonas turísticas da cidade. Portanto, é bom planejar a visita para o começo ou fim do dia e assim n o perder muito tempo com o deslocamento.

Museu da Boeing

Inverno em Seattle: Pike Place Market

Tudo bem que o Pike Place Market fica aberto o ano inteiro e é uma atração turística para todas as estações do ano. Porém, no inverno é a hora de esquecer um pouco das comidas de rua e provar os cafés e restaurantes que ficam localizados no espaço. Apesar de ser a casa do famosíssimo Starbucks e a primeira loja da rede, eu prefiro gastar o tempo em outro café: o Storyville. Localizado no piso superior do Corner Market building, na esquina da First com a Pike Street, este é um café que irá te surpreender por vários aspectos! Primeiro, o ambiente é lindo! Segundo, o café é maravilhoso. Terceiro, os quitutes que eles fazem por lá são simplesmente sensacionais! E ainda tem a vantagem de não ser tão disputado como a Starbucks. Ponto para o Storyville. Outro lugar interessante é o restaurante francês Maximillien, com uma vista espetacular do Water Front. Você vai comer bem e ainda se derreter com as montanhas e o mar como cenário para a refeição!

Inverno em Seattle: Arquitetura no centro da cidade

Talvez valha a pena conhecer alguns prédios interessantes no centro da cidade, tais como a biblioteca pública de Seattle e a torre Sky View Observatory, a maior torre da cidade. Mais interessante ainda é ver a mistura do velho com o novo na Smith Tower e na histórica rua da Pioneer Square, toda romântica no meio da cidade! Por ali também há vários cafés e lojinhas hipsters para entrar e se aquecer, mas nada tão interessante quanto os bairros de Fremont e Ballard, a seguir.

Inverno em Seattle: Fremont e Ballard

Estes são os meus dois bairros favoritos de Seattle, um pouco fora da rota turística convencional e com as lojinhas conceito mais interessantes da cidade. Começando por Fremont, vale a pena gastar um tempo na Dream, que é uma loja de roupas e plantas de interior.Em seguida, caminhe alguns metros até a Pipe and Row e se delicie com as roupas de corte reto típicas do design contemporâneo. Caminhe mais um pouco e, justo ao lado do foguete, está a burnt sugar, loja de decoração lindinha também. E sim, tem um foguete em Fremont! Mais à frente está Ballard, que é o outro bairro moderninho e hipster da cidade. Por ali gaste um tempo na Anne´s Arts & Frames, que vende aquele monte de coisinhas inúteis que tanto amamos. Em seguida, visite a Don Willis para decoração com toque escandinavo e desça até a Monster, para ver a coleção de posters e de meias da loja! Finalize na Ballard Avenue com um delicioso petit gateu no Hot Cakes, perfeito para esquentar o corpo e dar aquele boost de energia para o dia!

Inverno em Seattle: bate-volta para as montanhas

O inverno traz neve à região montanhosa dos arredores de Seattle. E com ela, muitos lugares para praticar esqui, snowboard e outros esportes de inverno. A Crystal Mountain é um dos lugares que vale a pena conhecer. Isso porque a montanha possui várias pistas de diferentes níveis de dificuldade. Para quem tem pouca experiência ou está aprendendo, é possível agendar aulas com os instrutores locais (faça isso com certa antecedência) em grupo ou particulares. E também é possível alugar equipamento na montanha, se você não possui equipamento próprio. Outra estação de esqui interessante é a Stevens Pass, também com ótimas pistas e talvez com mais neve do que a primeira, o que pode ser interessante para quem já está mais acostumado com os esportes de inverno.

Para todos os passeios, o ideal é estar bem vestido, com roupas adequadas para o inverno. Eu recomendo a Fiero, marca brasileira especializada no assunto.

Dica: acesse o site da Fiero e conheça toda a coleção de inverno da marca.

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com