Imagem

O post da vez no “Eu Ando Pelo Mundo” é sobre o mundo da Disney!

Mas eu não vou falar dos parques para visitar, porque existem milhares de sites sobre a Disney, com as ótimas dicas para a brasileirada aproveitar. Vou falar de magia! Sobre como a Disney consegue atrair e conquistar tantas pessoas há tantos anos!

A Disney é um case de sucesso para o mundo do marketing e escolas de negócios, e é incrível que depois de tantos anos o mundo da magia siga melhorando, crescendo e movimentando uma quantidade gigantesca de investimentos, projetos e fãs ao redor da marca, além de faturamentos estelares: $43bi, só em 2013.

Em qualquer um dos parques temáticos da Disney, o visitante vive uma experiência única, descobre a possiblidade de re-viver sonhos, interagir com os personagens da infância, voltar a ser criança. Manter esta filosofia e disciplina de trabalho não é fácil, mas a Disney sabe como fazer a magia funcionar.

O Walt Elias Disney criou a sua empresa em 1923 e a partir daí toda a sua vida foi dedicada a fazer da Disney o que ela é hoje. O Mickey nasceu em 1930 e 10 anos mais tarde a Disney abriu-se para o mercado de ações, multiplicando o faturamento e entrando em uma época de plena expansão.

Em 1955, Walt Disney abriu o primeiro parque de diversões na Califórnia, depois de conduzir o plano em segredo com a equipe criativa e arriscar alto no novo negócio. A idéia era fazer um parque de diversões que o mundo ainda não conhecia, altamente profissional e proporcionando ao visitante uma experiência sensorial completa, que envolvesse a imaginação e os sentimentos das pessoas. Walt conseguiu revolucionar o mundo do entretenimento e fazer da Disney um verdadeiro império da diversão. Em 1957, Walt já tinha claramente definido o que seria a empresa no futuro, e como os negócios se manteriam em cada segmento, para crescer de forma sustentável. Dá uma olhadinha no business plan da Disney em 1957!

A receita de sucesso da Disney: crescimento sustentável

 Imagem

Imagem: Harvard Business Review 1957 Disney.
Desde aquela época a Disney já havia desenvolvido o conceito de indústria criativa com base na produção audio-visual como produto central, desmembrando a filosofia em diversos outros setores, os quais permitiriam à empresa seguir crescendo e gerando riqueza de forma sustentável.
Atualmente a Disney possui 11 parques ao redor do mundo, 44 resorts, além de 4 navios para a oferta de cruzeiros e o Disney Vacation Club, que é um clube de viagens com atrações somente para sócios.

O sucesso dos parques está já na contratação dos profissionais. Eles seguem um código de ética restrito e fornecem bastante treinamento para que todos os trabalhadores reflitam a cultura da Disney: um ambiente criativo, respeitoso e otimista. Em marketing chama-se endobranding, ou seja, a marca é vivida e cultivada já dentro da empresa, e transmitir estes valores para o público é algo natural, não é somente propaganda. É por isso que os visitantes sentem aquele toque de felicidade quando entram no Magic Kingdom, percebem o poder da imaginação quando entram no Epcot Center ou literalmente vivenciam as aventuras do cinema quando vão ao Disney’s Hollywood Studios.

Mas talvez o maior segredo esteja nas palavras do próprio Walt Disney: “Adultos são apenas crianças que cresceram”. Com isso, Walt Disney expande o mundo da diversão e da fantasia para além da nossa infância, afinal, brincar, sorrir e se divertir não é só coisa de criança.

Eu concordo!
Um olhar atento já é suficiente para descobrir toda a magia que este mundo nos oferece!  ❤ ❤ ❤
 Imagem

Vai para a Disney?! Veja os melhores hotéis do Booking.com