Vai para Marrakesh? Então você necessariamente irá para a Medina de Marrakesh! A Antiga Medina de Marrakech é o centro histórico, cercado por uma muralha e grandes portais.

Leia também: 10 atrações imperdíveis para fazer em Marrakesh | Guia fora da rota convencional

Possui 600 hectares, e é composta de incontáveis vielas, becos, praças, mesquitas, lojas, restaurantes, ateliês e as principais atrações de Marrakesh. Resumindo, é a zona mais famosa de Marrakech, lugar onde você deve passar pelo menos 2 dias para conhecer tudo com calma.

O acesso de carros é difícil, mas não impossível. Achamos que o ideal é explorar a Antiga Medina a pé, com a tranquilidade de que se perder é praticamente um regra na cidade, e não um problema.

Veja também: Transfer do aeroporto ao centro de Marrakesh

20 coisas para fazer na Antiga Medina de Marrakesh

Para facilitar, aqui vai um mapa que você pode fazer o download e utilizar offline. Neste mapa listamos as melhores atrações da Antiga Medina para fazer em Marrakesh!

1. Jemma-El-Fna

Localizado no coração de Marrakech, a praça Jemaa-El-Fna é um famoso local de encontro, onde você verá contadores de histórias, músicos, cartomantes, macacos em coleiras e encantadores de serpentes.

Além disso, o cheiro do churrasco é convidativo, possui uma extensa feira e os sucos de laranja chegam a custar 40 centavos de euro!

É uma praça muito movimentada em qualquer hora do dia, que cruzamos diversas vezes e serve como bom ponto de referência. Os terraços com cafés e restaurantes ao seu redor são uma excelente opção de happy hour para fazer em Marrakesh no fim do dia.

Todas as noites, esta praça se transforma em um local festivo e turbulento, atraente para turistas e residentes. Assim como diversos locais da Antiga Medina, esta Praça é patrimônio Mundial da Unesco.

2. Mesquita Koutoubia

A Mesquita Koutoubia é um monumento impressionante com um minarete de 69 metros de altura. É o edifício mais alto de Marrakesh e, portanto, um cartão postal de Marrakesh. De fato, está proibido construir além desta altura.

Minarete é a torre de uma mesquita, local do qual o almuadem anuncia as cinco chamadas diárias à oração. Os minaretes, que também recebem o nome de almádena, são normalmente bastante altos se comparados às estruturas que o circundam. Fonte: Wikipedia

Marrakesh Mesquita
Marrakesh Mesquita. Imagem: Balate Dorin | Adobe Stock

A mesquita que vemos hoje foi construída poucos anos após a destruição da primeira, que está em ruínas logo ao lado. A entrada é reservada somente para muçulmanos, mas vale a pena chegar perto dela e apreciar seus ornamentos. É uma das opções quase que obrigatórias para fazer em Marrakesh.

3. Parque Lalla Hasna

À frente da Mesquita Koutoubia, estão os jardins do Parque Lalla Hasna. Este é um pequeno e agradável parque, com muitas roseiras e laranjeiras, ideal para descansar e refrescar-se em tardes de sol. Excelente lugar para quem busca fazer as fotos mais lindas de Marrakesh.

O distrito Kasbah, sul da Medina

Um dos melhores locais de Marrakech está ao sul da Medina, o distrito Kasbah. Começou como centro administrativo e hoje é mais residencial. Ali estão a Bab Agnaou e os Túmulos Saadianos.

4. Bab Agnaou

As portas que dão acesso à Antiga Medina são chamadas em árabe de Bab. A Bab Agnaou é a entrada principal do Kasbah, uma porta enorme e bela, construída em pedra Gueliz (cinza azulado), mas avermelhada pela areia do deserto.

5.Túmulos Saadianos

Considerado pela Unesco uma “jóia de arquitetura”, os Túmulos Saadianos são um impressionante mausoléu coletivo, criado em 1557, para a família real de Al-Mansur.

No século XVIII, o sultão Alauita Moulay Ismail saqueou boa parte dos ornamentos, ergueu enormes muralhas, e fechou o mausoléu, para que a história da Era de Ouro Saadiana fosse esquecida. É difícil de acreditar! O local permaneceu escondido durante séculos, no entanto, ele foi redescoberto por acaso em um sobrevôo de 1917. Virou atração turística em seguida!

O complexo está dividido em três partes, onde foram enterrados reis, príncipes, conselheiros, esposas e filhos. Nos pátios exteriores, estão enterrados soldados e servos. O Hall das Doze Colunas é a galeria principal, e conserva a decoração original, com colunas em mármore carrara, folheadas a ouro, e ornamentos esculpidos em cedro.

Exploramos o local com a guia Aziza da agência de turismo Civitatis, que nos explicou esses e outros detalhes em português. Chegamos cedo e não pegamos fila. Recomendamos a reserva de um tour privado com a Civitatis em Português para desfrutar da Antiga Medina com segurança e em ótima companhia!

Os Túmulos Saadianos estão abertos todos os dias de 9h às 17h e a entrada custa 6 euros por pessoa. É uma das atrações mais interessantes para se fazer em Marrakesh.

6. Palácio Real

O Palácio Real em Marrakech é uma das antigas residências oficiais do rei. Esta fortaleza foi construída no século 12, recebeu modificações em diversas dinastias. Apesar de não liberar o acesso aos turistas, é possível admirar os imensos portões de madeira e se tiver sorte espiar quando estiver aberto. Apenas tome cuidado com as fotos, pois os guardas podem chamar sua atenção. Eles não permitem fotos do local.

Palacio Real Marrakech
Palacio Real Marrakech. Imagem: Svetlana Day | Adobe Stock

7. Palais Bahia

Construído no final do século XIX pelos melhores artesãos marroquinos e andaluzes, o Palácio Bahia é uma das obras de arquitetura mais importantes de Marrakesh. Vale ressaltar que Bahia em árabe significa brilhante ou deslumbrante.

Destinado à residência da esposa favorita do sultão Ahmed ben Moussa, é um labirinto cheio de ornamentos em mármore tetuan, tetos e portais em cedro, jardins e pátios com fontes belíssimos. Estes e outros detalhes demonstram a riqueza e a intenção de ser o palácio mais impressionante de todos os tempos, como homenagem à rainha.

Este foi outro local explorado em detalhes com o tour privado da Civitatis em Português. No local, não existem painéis explicativos, e muitos cômodos estão vazios. Permanecemos aí por uma hora, conhecendo histórias super interessantes sobre o edifício, a vida da rainha, as funções do harém e concubinas e o significado de muitos dos 150 cômodos do Palácio.

Reserve aqui um tour privado em Português com a Civitatis na sua viagem para o Marrocos.

Está aberto todos os dias de 9h às 17h e a entrada custa 1 euro.

8. Palais El Badii

Construído pelo sultão saadiano Ahmed al-Mansur, em 1603, o Palácio Badii, ou o Palácio do Incomparável, foi construído para celebrar uma vitória sobre o exército português.

Anos mais tarde, o sultão alaouita Moulay Ismail saqueou a riqueza do lugar para construir a cidade imperial Meknès.

Palais el badii
Palais El Badii. Imagem: Craig | Adobe Stock

Feito em abóbadas de tijolo maciço, hoje está em ruínas, restando apenas uma grande esplanada de jardins, lagoas com laranjeiras e muitas cegonhas com ninhos em seus muros. Um ponto histórico e bem importante da cidade de Marrakesh.

9. Bairro Mellah, na Medina

Mellah é o bairro Judeu, que começa na Praça Flerblantiers. Preserva boa parte de seus edifcíos com o conhecido formato de comércio no térreo e residência no piso superior. Neste bairro é possível conhecer o cemitério judeu e as sinagogas.

Bairro Mellah Marrakesh
Bairro Mellah. Imagem:  searagen | Adobe Stock

10. Sinagoga Salat Alzama

A pequena Sinagoga Salat Alzama foi fundada em 1492 por judeus expulsos pelos reis católicos da Espanha. A construção atual é do século XX e está localizada no Bairro Mellah. É uma das poucas sinagogas em uso, e é popular para casamentos e bar mitzvah. Ali você encontra um pátio muito agradável e algumas salas de exposição. O padrão de azulejo é com estrelas de David, uma decoração singular no Marrocos.

Imagem: danileon | Adobe Stock

11. Le Jardín Secret

O Jardim Secreto é um dos lugares mais encantadores de Marrakesh. Inclusive faremos um post exclusivo sobre ele. É um dos principais riads da cidade, localizado ao norte da Praça Jemaa-el-Fna.

Possui um engenhoso sistema de irrigação, uma diversidade de flora e uma das melhores vistas da cidade, do alto de sua torre. É um verdadeiro Oasis em Marrakesh.

Aberto de 9:30h às 18h, recomendamos aproveitar a calmaria do Jardim no início da manhã. A entrada custa 5 euros.

12. Hammam De La Rose

Uma experiência que todos nos recomendaram e que foi maravilhosa foi o Hammam, o famoso “banho turco”. Existe uma diversidade de opções de Hammams em Marrakech, e nós escolhemos o Hammam de La Rose, pelo preço e proximidade ao nosso hotel..

Hamam é um banho terapêutico, com água quente e em uma sauna, que ajuda a relaxar o corpo e a mente. Nós não sabíamos muito o que esperar e adoramos esse ritual de banho.

Com horário reservado, fomos aos vestiários e recebemos a indicação de ficarmos nus (mulheres recebem uma calcinha descartável e homens um short). Logo, de roupão e chinelos do próprio Spa, fomos até a sauna privativa para casal. Ali aproveitamos a sauna enquanto as funcionárias nos jogavam água quente. Depois elas nos levaram até a sala ao lado onde nos deitamos e nos deram banho com produtos de esfoliação e hidratação.

Por fim, ficamos numa sala de relaxamento, com chá e biscoito. Como fomos no último horário, já não dava tempo de recebermos uma massagem, mas se pudéssemos, faríamos o tratamento completo. É uma experiência única para se fazer em Marrakech, recomendamos para todos!

13. Musée de la Femme

O Museu da Mulher é um pequeno museu localizado bem no meio da Antiga Medina, inaugurado no final de 2018. Dedicado à mulher marroquina, resgata a história e patrimônio feminino, valores das artesãs, da vida da mulher no campo e empodera artistas contemporâneas.

É o primeiro museu inteiramente dedicado às mulheres no Marrocos, e sem dúvida, vale a visita. A entrada custa apenas 3 euros.

14. Maison de la Photographie

A casa da fotografia é um espaço cultural que conta a história marroquina por uma coleção de fotos, postais e documentos. O material foi resgatado de negativos e de longas pesquisas, principalmente na França. Entrada 4 euros.

15. Museu de Marrakesh

A riad que o Museu de Marrakesh ocupa foi construída no final do século XIX e conserva a grandiosidade da decoração marroquina. Você pode conhecer uma coleção de arte contemporânea e tradicional, com objetos das diversas culturas que compõem o Reino do Marrocos.

Imagem: Dreef | Adobe Stock

16. Medersa Ben Youssef

Um dos monumentos mais importantes de Marrakesh é a Medersa Ben Youssef, conhecida também como Koubba Almoravid. Fundada no século XVI, era uma Universidade onde se ensinava teologia e direito, com um pátio central cheio de mosaicos e adornos da dinastia saadiana. Até 2020 estará fechada para restauro. Para mais informações, entre no website oficial.

Imagem: saiko3p | Adobe Stock

17. Souks

Uma atividade imperdível para se fazer em Marrakesh é se perder pelos Souks. A feirinha de artesanato sem fim. Os souks eram originalmente setorizados por tipo de artesanato: o mercado de prata, mercado de cerâmica, mercado de tapeçaria.

Hoje em dia é uma grande mistura, com uma forte concorrência de produtos chineses. De qualquer forma, os Souks de Marrakesh são um ótimo local de compras de souvenirs, onde você deve treinar as habilidades de barganha. É uma atividade praticamente obrigatória para se fazer em Marrakech! 🙂

Em nossa opinião, os melhores locais para compra estão ao norte da Praça Jemaa-El-Fna, próximos ao Jardim Secreto.

18. Os Sete Santos

É um conjunto de sete torres, destinadas aos mausoléus de sete importantes santos de Marrakesh. O local é reservado a muçulmanos, porém rende lindas fotos para você fazer em Marrakech.


Imagem: giamplume | Adobe Stock

19. Museu das Confluências

O Museu das Confluências é um antigo e belo Riad, de arquitetura andaluz, recentemente transformado em um espaço dedicado à arte do Islã. Possui uma coleção permanente de objetos e móveis que mostram a riqueza da cultura marroquina e um espaço de exposições temporárias. Custa 6 euros.

20. La Sultana

La Sultana é um resort localizado em uma das melhores regiões da Antiga Medina de Marrakesh. Bem próximo do Palácio El Badii e dos Túmulos Saadianos, o hotel La Sultana abre suas portas para não hóspedes também.

Você pode aproveitar um almoço excepcional no terraço com vista para o pátio dos Túmulos Saadianos, ou curtir um happy hour com vista para as Montanhas do Atlas. Ainda, La Sultana possui um dos melhores Spas da cidade, com um Hammam e diversas salas de tratamento estético e cabeleireiros. Sério, uma das melhores coisas para fazer em Marrakech. Vale a pena conhecer o local e ter uma experiência de luxo em Marrakech, mesmo não se hospedando por lá.

Claro, se você estiver na pilha de dormir neste resort maravilhoso, aqui vai o link para a reserva! Como a gente preferiu algo mais econômico, só fizemos a visita para almoçar e conhecer o espaço por dentro.

Nós gostamos tanto deste lugar que fizemos um post especial sobre o La Sultana. Clique aqui para ler o post completo sobre o La Sultana! As fotos correspondem à real beleza do lugar! Absolutamente recomendado!

Onde ficar em Marrakesh?

Nós ficamos na Riad Zehar, uma tradicional mansão restaurada do século 18, bem no coração da Antiga Medina. A Riad possui seu próprio Hammam, restaurante e um terraço com áreas de estar.

Localizado no distrito Mouassine, o acesso para as principais avenidas foi muito fácil. A Riad fica a 5 minutos a pé da praça Jemma-El-Fna e colada no El Jardín Secreto. Existe estacionamento público ali perto, mas o acesso ao local é somente para pedestres.

Leia também: Dicas para encontrar a melhor hospedagem para a sua viagem.

Recomendamos o local para casais que queiram aproveitar a Antiga Medina e viver os mercados no dia-a-dia.

Riad Zehar
Endereço: N°79 Derb Habib Allah, Mouassine, Medina, 40000 Marrakech
Reserve com cancelamento gratuito pelo Booking.com

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com