Por Mariana Gabellini

Em 2016, a cidade de Liubliana ganhou o título de capital verde da Europa. E não foi por acaso: a capital eslovena é um destino sustentável, com espaços verdes bem preservados, e cortada pelo rio Ljubljanica, que zigue-zagueia o charmoso centrinho histórico de casinhas em tons pastel (que mais parecem ter saído de um contos de fadas!).

E mais: no centro histórico é proibido circular de carro, mas a prefeitura oferece carrinhos! Talvez por isso eu desconheça melhor maneira de conhecer a capital verde da Europa do que passeando de bicicleta! A cidade é fácil de circular, bike-friendly e com poucas ladeiras. Te garanto: cansado você não vai ficar!

Um único dia infelizmente não foi suficiente para conhecer tudo de interessante que Liubliana oferece – deixei de conhecer o castelo, por exemplo. Isso porque cheguei depois do almoço – mas acredito que duas noites sejam suficientes para explorar o que Liubliana tem de melhor.

Apesar do tempo limitado, deu para ter um gostinho de como as coisas funcionam por lá e a certeza de eu voltarei um dia!

A boa notícia é que a Eslovênia é um país pequeno e, por isso, outros destinos turísticos do país como o monte Triglav (montanha mais alta do país e destino dos sonhos para os amantes de hiking), Lago Bled e as cavernas Postojna ficam a menos de duas horas da capital. Trens e ônibus ligam os destinos mais famosos à capital.

Conhecendo Liubliana de bicicleta

O tour de bicicleta foi um oferecimento da Ljubljana Tourism, órgão público de promoção de turismo em Ljubljana. O site deles é bem completinho e recheado de dicas com tudo o que a cidade pode oferecer.

O passeio de bicicleta começa no Centro de Informação ao Turista da Eslovênia (Slovenian Tourist Information Centre). O tour, que custa € 30 por pessoa e dura cerca de três horas, inclui guia profissional, bicicleta, capacete e deliciosos snacks eslovenos. Aqui neste site é possível fazer o agendamento online do bike tour com antecedência.

Liubliana

Liubliana, cidade dos dragões

Paramos um pouquinho no centro, onde o guia explicou brevemente a história da capital eslovena. Além do castelo, a cidade é famosa por suas pontes: tanto a Ponte do Dragão (Zmajski mos), com suas belas esculturas de dragão em bronze, quanto a Ponte Tripla (Tromostovj).  O dragão, aliás, é um símbolo da cidade e simboliza coragem e poder.

Liubliana

Diz a lenda que um herói grego chamado Jason roubou a chama de ouro do rei do Mar Negro. Então Jason e os argonautas voaram em um navio até a foz do Rio Danúbio. Ao chegarem no rio Liublianica decidiram acampar. Em um lago perto de onde hoje é Liubliana, Jason encontrou um monstro e o matou. Jason é considerado o primeiro habitante de Liubliana. Curioso, né?

Em uma rua estreitinha do centro estão as conhecidas esculturas em forma de rostos do artista Jakov Brdar, escultor esloveno e criador de várias outras estátuas espalhadas pela cidade. A curiosa escultura consiste em uma fonte de água potável em forma de mão e as famosas esculturas de faces em miniaturas no chão.

Liubliana

Primeira parada: Jardim Botânico de Liubliana

O Jardim Botânico de Liubliana é um dos mais antigos da Europa. O jardim foi criado em 1810 e contém mais de 4500 espécies e subespécies de plantas, sendo um terço delas da Eslovênia. O lugar conta com uma casa de vidro, construída no 200º aniversário do jardim, onde estão abrigadas cerca de 380 espécies de plantas originárias de países tropicais pelo mundo. O jardim é uma graça e vale muitas fotos!

Liubliana

Ali, dentro do Jardim Botânico, existe um café onde ganhamos uma cestinha com doces típicos eslovenos. A ideia era fazer um piquenique no Parque Tivoli, mas infelizmente estava chovendo. Por isso, deixamos para apreciar os mimos depois.

Depois seguimos rumo ao Tivoli Park, mas paramos alguns minutos para apreciar o Park Špica, onde o rio Liublianica se divide em dois braços de rio. Ali, pudemos ver nutrias nadando. O lugar é charmoso e vale uma pausa em um belo dia de sol.

Parque Tivoli, o maior da cidade

O Tivoli é o maior parque de Liubliana e está pertinho do centro da cidade. Construído em 1813, o parque cobre uma área de aproximadamente cinco quilômetros quadrados. O destaque fica por conta da galeria a céu aberto Jakopič Promenad, com exposições fotográficas o ano inteiro.

Liubliana

Metelkova mesto, o centro cultural alternativo de Liubliana

Metelkova é um espaço inusitado. É o tipo de lugar que poderia estar em Berlim ou Londres. Trata-se de um centro cultural que é casa de concertos de música, exibições e festivais. À noite, se torna o lugar perfeito para quem busca festas alternativas.

Liubliana

Interessante e único, Metelkova começou a ser o que é hoje quando, em 1993, um coletivo de artistas decidiu reformar os barracões abandonados. Aos poucos se tornou referência na cultura underground.

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com

Imagem destacada:  Banco de Imagens iStock
Créditos: @Kasto80