Como assim o que fazer em Gênova? Comer muito, beber vinhos maravilhosos, tomar sol e se apaixonar pelas vielas e pelo charme da cidade! Gênova é um lugarzinho aconchegante e alegre, ótimo para quem busca uma Itália romântica, histórica, com ótima comida e bem fora da rota comercial. Gênova é conhecida como a capital da Focaccia col Formaggio, do Pesto Genovese e da Pansoti in Salsa di Noci, comidas que podem fazer você apaixonar pelo lugar – e ganhar uns quilinhos também, cuidado! Como Gênova não está entre as cidades mais procuradas pelos viajantes e turistas na Itália, a cidade preserva muitas características locais, sem aquela neura de se adaptar para agradar ao turista. Por outro lado, Gênova que não possui tantos serviços para os turistas, o que torna a cidade um pouco difícil para quem vai visitá-la pela primeira vez. Mas para a sua sorte, eu morei por lá quase 2 anos e hoje vou te ajudar com dicas sobre o que fazer em Gênova! Preparado?

Onde fica Gênova no mapa?

Gênova fica na Ligúria, região da costa norte da Itália, perto da fronteira com a França e com a Suíça. A cidade fica em uma curta faixa de terra entre o mar e a montanha, o que a deixa ainda mais romântica. Está entre as cidades mais antigas da itália, e na época das grandes navegações até o século XIX, foi palco de importantes eventos devido ao porto. Cristóvão Colombo, por exemplo, era genovês! Hoje em dia a cidade se mantém pelo comércio e serviços, além de seguir as demandas do porto, que apesar de já não ser o mais importante da Itália, ainda mantém um alto nível de produção. E o turismo aos poucos começa a crescer e aparecer pela cidade

Como chegar em Gênova?

Apesar de possuir um pequeno aeroporto, a melhor forma de chegar em Gênova, na minha opinião, é de trem. Há duas estações principais de trem na cidade, Gênova Principe e Gênova Brignole. Se você puder escolher, chegue por Gênova Brignole, que está melhor localizada, perto da via XX Settembre. O aeroporto de Gênova é um pouco afastado do centro e será necessário pegar um ônibus tipo shuttle que faz a rota Aeroporto-Centro a cada 35 minutos, conhecido como VolaBus. Este shuttle custa ao redor de 6 euros por pessoa e você pode saber mais informações aqui neste link. Outra idéia é contratar um serviço particular de traslado, perfeito para quem está com muitas malas. Informações neste link aqui.

genova_por_sol

O que fazer em Gênova?

As respostas para “o que fazer em Gênova” são:  comer muito e caminhar muito. Com alguns truques extras, vamos lá!

1. Comer muito

Neste caso, vá provar a maravilhosa culinária típica ligure. A pansoti in salsa di noci é a minha massa preferida, é uma massa que parece um ravioli, dentro é recheada de verduras e é servida com um molho feito à base de nozes. É um prato divino!  Se eu pudesse comeria todos os dias, mas como sou uma gordinha em extinção, melhor deixá-lo para ocasiões especiais.

Já o pesto genovese é uma iguaria por Gênova, é uma receita muito especial e eles levam ao pé da letra a idéia de perfeição. Para preparar o pesto perfeito, tem que usar um manjericão cultivado na Ligúria, o parmesão tem que ser o reggiano e nada de castanha, é pinoli, uma outra semente que faz toda a diferença no sabor do pesto. É tão popular que nos supermercados se encontram várias marcas e vários tipos de pesto pronto – eu prefiro, é só abrir o potinho – mas as “nonnas” gostam mais da versão tradicional receita caseira.  É bom de qualquer jeito. Para servir, as massas mais recomendadas na Ligúria são a trofie, que parece uma cobrinha enrolada e pode ser de farinha comum ou farinha de castanha (hummmm)  e a Corzetti, que parece uma medalhinha e possui uma espécie de emblema gravado sobre a massa, que tradicionalmente representavam os brasões das famílias produtoras desta massa. Mas eu já vi servirem pesto com gnocchi e, na boa, até no simples spaghetti fica maravilhoso.

Finalmente a focaccia col formaggio é uma coisa bem diferente do que a gente conhece por focaccia no Brasil. Nas focaccerias comuns, se encontra a focaccia num formato que parece uma tortinha simples, sem recheio ou cobertura, é um “snack” bem popular nos cafés e lanchonetes da cidade. Mas a focaccia col formaggio é outra coisa… É feita de uma massa bem fininha, que lembra uma pizza, recheada com um queijo que se chama stracchino. Quando derretido, este queijo vira um molho que dá um sabor super especial para a massa . Ai que fome!

Se você não tiver muito tempo para sair procurando comida pela cidade, recomendo um tour de comida! Sim, isso existe! Trata-se de um passeio onde você poderá degustar um pouco de cada especialidade ligure, informações neste link aqui.

2. Caminhar muito

Além da culinária criminosa, Gênova tem uma arquitetura de encher os olhos! É só dar uma voltinha descomprometida pelo centro que se vê uma quantidade incrível de prédios e edifícios antigos, com portas, ladrilhos, pedras, paredes, cada detalhe remetendo a uma época diferente. Se encontram praças e ruas do tempo dos romanos (!), passando por algumas construções medievais e várias outras renascentistas encontrando finalmente palácios e edifícios – por vezes mal conservados, uma pena – dos séculos XIX e XX. Agora de moderno mesmo não tem quase nada. Gênova se orgulha de ter seus palácios e prédios de época preservados, e é comum encontrar anúncios de “palazzo del 1900” que por fora são mega antigos mas por dentro até que são reformados, “moderninhos”. É divertido entrar nos prédios, conhecer os elevadores – nada atuais – as escadarias e portões, as esquinas e detalhes de cada construção.

Gênova

3. Conhecer o Centro Histórico

Entre as avenidas principais do Centro Histórico estão as imperdíveis Via Garibaldi e a via S. Lorenzo, onde estão vários edifícios importantes, entre eles, a Catedral de S. Lorenzo. A Chiesa del Gesú, que fica no começo da via S. Lorenzo é sem dúvida uma das igrejas mais bonitas que eu já vi na vida! Perder-se no Centro Histórico de Gênova sem muito rumo é um passeio maravilhoso, mas se você quiser fazer um tour rápido por Gênova  para não perder nenhum ponto importante, existe um ônibus que leva aos pontos mais pop da cidade, custa EUR 15 para todo o dia e dá uma volta pelo grande centro. É bom para quem está com pouco tempo ou já está muito cansado de andar. Caso ainda haja pernas, é mais recomendado usá-las! Andar pelas ruas medievais e pelo centro histórico – lugares que o ônibus não entra – pode ser muito divertido e ainda render boas memórias e fotografias incríveis!

4. Conhecer o Porto Antigo

Outro lugar que vale a pena conhecer é o Porto Antigo – que possui uma réplica das caravelas de Colombo – reformado e urbanizado nos anos 90. É um lugar lindo para caminhar e se perder, e quem sabe, comer em um dos restaurantes da famosa cadeia Eataly, bem ali no porto. Para quem quer algo mais organizado, passeio bem legal por Gênova saindo do Porto Antigo, é o preferido de quem está chegando em Gênova pelos Cruzeiros do Mediterrâneo. Trata-se de um tour de 8 horas pela cidade, com motorista particular, achei mega interessante para quem tem pouco tempo em Gênova, link aqui.

5. Conhecer Cinque Terre

Se você está em Gênova, pode aproveitar o dia para dar um pulinho em Cinque Terre, são as famosas vilas italianas encravadas nas montanhas da Ligúria, um lugar irresitível e italianamente apaixonante. Também é um passeio bem disputado para quem está em Gênova por 1 dia, chegando de cruzeiro. Quem quiser saber mais sobre as Cinque Terre, dá uma olhada no neste post aqui. Ou então, veja neste link mais informações sobre o tour a Cinque Terre saindo de Gênova.

6. Conhecer Portofino

Portofino é a vila mais chic da Ligúria, a nova queridinha dos famosos de Hollywood. É palco de um dos cenários mais charmosos da costa norte da Itália e onde se pode conhecer um pouco do lado fancy e fino da Itália. Nem que seja só para passear um pouquinho… Aqui neste link tem o post completo sobre o que fazer em Portofino.

Gênova

7. Tomar Gelatto em Boccadasse

Boccadasse é um bairro charmosíssimo onde ficava uma antiga vila de pescadores de Gênova. Ir até lá é um passeio maravilhoso, porque você necessariamente precisará passar pela famosa via Corso Itália, onde há um calçadão movimentado e perfeito para caminhadas de fim de tarde. No final de Corso Itália há uma igreja e se você der a volta na igreja, irá chegar ao começo de Boccadasse. Basta descer as escadas e tomar um Gelatto na beira da praia de Boccadasse!

Gênova

8. Fazer um Picnic no Parco di Nervi

O parque de Nervi se localiza um pouco afastado do centro de Gênova, mas é um lugar que merece ser visitado por quem tem mais tempo na cidade. Você pode caminhar pela cidadezinha de Nervi, que fica justo ao lado de Gênova e logo, dar uma parada para descansar ao sol no Parco di Nervi, o parque da cidade. É um lugar lindo, com ar puro e muita natureza, perfeito para quem está com as crianças ou está cansado do agito!

Onde ficar em Gênova?

Gênova não tem uma rede de hotéis super caprichada como outras cidades da Itália, principalmente em função de ser uma cidade mais fora da rota. Portanto, quem quiser dormir na cidade, recomendo que escolha hotéis próximo ao centro histórico e da via XX Settembre, em função da praticidade. Aqui vai a lista de links com os melhores hotéis para ficar em Gênova.

Entre os hotéis mais interessantes para se hospedar em Gênova está o Hotel Bristol, em plena XX Settembre, um hotel bem tradicional e bastante aprovado pelos brasileiros. Outro hotel legal para ficar em Gênova é o Best Western City Hotel que fica em pleno centro histórico e é super bem recomendado entre os brasileiros também!

Últimas dicas sobre Gênova

Gênova é uma cidade difícil para dirigir, há muitas regrinhas e locais proibidos para carros e não é exatamente intuitivo dirigir por lá. Recomendo que você utilize táxis para se locomover ou então, o transporte público da cidade, que apesar de ser meio capenga, funciona bem para ir às áreas mais afastadas. O trem será a sua melhor escolha para ir a lugares como La Spezia (Cinque Terre) ou Portofino. As melhores praias são privadas na região, portanto, não se assuste se você tiver que pagar um valor determinado para passar o dia numa praia genovesa. A melhor época para visitar a cidade é entre maio e setembro. Outubro começa a estação de chuvas e durante o inverno, apesar de não ser tão frio como no norte da Europa, costuma ser desagradável para passeios ao ar livre em função do vento.

Links úteis para viajar pela Itália

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem pela Itália. E se pintar alguma dúvida, já sabe, mande uma mensagem aqui no blog que será um prazer te responder!

Antes de mais nada, veja alguns roteiros interessantes escritos para quem vai pra Itália:

Além destes roteiros, aqui vai uma lista com dicas de algumas cidades:

Claro que tem muito mais posts, então para ler todos os posts sobre a Itália, é só clicar aqui neste link.

Se você vai viajar de carro pela Itália, talvez valha a pena dar uma lida neste post com dicas para alugar um carro pela Europa. Lembre-se de que o trânsito na Itália é meio nervoso e talvez seja prudente olhar com antecedência as tarifas das locadoras e comparar seguros, preços e condições. Sugiro sempre comparar pelo site da Rental Cars que já coloca todas as locadoras de uma vez juntas.

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Achei os preços deles ótimos e eles dão 5% de desconto para os leitores do blog se você fizer o seguro através deste link aqui.

Procurar um hotel na Itália pode ser meio complicado, aqui vai uma lista com as melhores opções de hotéis para ficar em algumas cidades italianas:

Se ainda assim precisa de ajuda, eu fiz este post com algumas dicas para economizar na hora de reservar um hotel. Eu sempre recomendo o uso do Booking.com como ferramenta para comparar tarifas e reservar as melhores ofertas.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português, como por exemplo, este tour completo do Vaticano.

Finalmente, quem estiver viajando pela Itália, não pode perder a oportunidade de comer um “Aperitivo“, que é tipo a nossa "happy hour" mas com comida grátis inclusa - ou quase grátis. E claro, ninguém pode deixar de provar a pizza na Itália, né?