Se você está procurando o que fazer em Catânia, aqui vai uma dica: Catânia é uma cidade vibrante. Isso porque ela mistura uma vida noturna agitada com ruas de pedra e arquitetura medieval. Estátuas e esculturas barrocas esculpidas em pedra vulcânica recebem a fuligem do Etna, um dos vulcões ativos mais poderosos do mundo. E, a comida, uma atração especial da Sicília, faz qualquer um chutar o balde e pensar em dieta só quando voltar pra casa. Preparado para visitar Catânia?

Onde fica Catânia no mapa?

Entre Messina e Siracusa (que aliás, não conheci mas fiquei com vontade de ir!!!), do lado oposto de Palermo. Nessa viagem eu fiz Palermo, Messina, Taormina e Catânia, recomendo esta rota para quem quer começar a conhecer a Sicília. É uma viagem de cultura, natureza e comilança!!!

A minha rota em Catânia

Chegamos em Catânia no fim do dia, era sábado, véspera do domingo de páscoa. Para encontrar nosso hotel foram necessários alguns minutos de paciência e outros de apreensão: estávamos alojados bem no centro de Catânia. A escuridão nos assustou um pouco no começo, ainda mais porque o nosso Bed and Breakfest era um apartamento antigo que foi transformado em hotel, ficava em um prédio residencial comum, sem sinalização ou recepção. Fomos recebidos pela filha dos donos, uma garota de mais ou menos uns 20 anos, que ajudava a família durante o tempo livre. Ela nos levou ao nosso quarto, um simpático cômodo do apartamento dos anos 40, com um lustre de daria inveja a vários museus de história. No dia seguinte nos receberam com um café da manhã da nonna! Pães, bolos, panetone, croissant, café, cappuccino, biscoitos, suco natural, enfim, delícia – principalmente considerando que era um B&B! O hotel se chama Picadilly House, e é ótimo para quem quer ficar no centro e busca uma opção barata – e siciliana, como uma família! Agora, atenção: não espere encontrar um hotel padrão de rede, é uma experiência familiar e bem local.

Deixamos o carro alugado na rua, vez ou outra passávamos por perto para ver se tudo estava ok e sempre estava. Foi aí que nos demos conta de que a rua é um organismo vivo em Catânia: carros estacionados literalmente no meio da rua, fechando o sentido da via, dividiam espaço com bares improvisados, motos, bicicletas, carroças, reboques e todo tipo de transporte imaginável. O próprio caos controla a segurança dos carros.

1. Comer no Etoile D´or

Nosso amigo @Loris, que nasceu em Catânia, tinha nos indicado um lugar para comermos alguma coisa rápida antes de sairmos para jantar. Ao menos esse era o nosso plano inicial. Ele nos indicou o Etoile D’or, uma espécie de lanchonete-padaria que reúne vários quitutes regionais a um preço bastante justo. O lugar é muito frequentado por gente de lá e lota pelas noites. LOTA.

Só faltou sair rolando de lá! Foi Arancina, Cipollina, Sfoglia e Pizzeta, uma mistura de carboidratos com fritura, uma beleza para as coronárias. Foi tanta comida que tivemos que tomar um chá depois. A melhor parte foi entrar no boteco – com a molecada exibindo cervejas e drinks chics – e pedir um chá. #veiera #idade #sofrido. De qualquer jeito, vale MUITO a pena comer neste lugar. RE-CO-MEN-DO! VALEU @LORIS 🙂 Se você gosta de comida boa, há um tour gastronômico em Catânia, só deste tipo de comida! Aqui neste link tem todos os detalhes, mas já adianto que é um tour de comida de rua, só quitutes deliciosos de Catânia, bom demais!

Catânia

2. Curtir a noite

Sábado a noite em Catânia pode ser bastante interessante. Bares, baladas, festas, feiras, tem de tudo nesta pequena cidade siciliana, que apesar de não ser muito badalada entre os turistas, na minha opinião é um dos lugares que você DEVE conhecer, caso vá para a Sicília. Você encontrará muita gente de lá, vivendo sem aquela influência atormentada de cidades mega turísticas, ouvirá o sotaque, as palavras, as músicas de lá, comerá como se come lá, fará o que se faz por lá. Na maioria dos lugares, você será atendido como mais um cliente, e não como um turista, o que na minha opinião faz toda a diferença na hora de experimentar uma nova cidade. E por que não, perder-se pela noite vendo a juventude (ah, estes jovens!) se divertir como o povo se diverte em Catânia?! O centro histórico à noite se transforma em palco para as mais diversas performances, desde amigos ensaiando músicas embriagas até campeonados esportivos, tem diversão para todos os gostos.

3. Observar os costumes locais

Como era domingo de Páscoa, muitas atrações turísticas estavam fechadas, tais como o mercado de peixe – que queríamos muito ter conhecido. Mas em vez de nos lamentarmos pelo fato de ser um feriado especial, resolvemos observar a cultura da cidade e algo que nos chamou muito a atenção foi a missa. Entramos na catedral de Catânia para ver como era a missa e nos emocionamos. A religião é algo muito forte e muito presente na vida local e é bonito ver tanta fé ainda unindo as pessoas. Mais uma vez, independente de sua motivação religiosa, é emocionante ver as tradições e costumes religiosos tão presentes na vida dos sicilianos. Atenção para os sinos da Duomo. Eles praticamente cantam uma melodia, olha que coisa mais linda!!!

4. Caminhe e fotografe

Catânia é destes lugares que vale a pena descobrir a pé, por ser uma boa parte plana, ampla e reservada aos pedestres. Devo dizer que era domingo, isso facilita a caminhada a pé na Itália, já que há menos carros circulando. E menos carros na Itália sempre significa menos caos pelas ruas. Além disso, é a pé que se descobrem esquinas escondidas, pracinhas à toa, ruas e vielas que são uma ótima fonte de inspiração para quem gosta de fotografar cidades. (Tipo EU!)

Catânia

5. Pontos turísticos

Os lugares mais recomendados para passear em Catânia são a via Etnea, o Teatro Romano, a Piazza Università, a Duomo, Piazza del Duomo, a Fontana dell Amenano, etc. Aliás, essa fontana Amenano é demais! Dizem ser a prima pobre da Fontana di Trevi, em Roma, mas eu acho uma injustiça! Esta fontana foi construída em 1867 (Ok a de trevi é mais velhinha, de 1762) toda em mármore de carrara e simboliza o rio Amenano. A água que cai da fonte entra no rio que passa embaixo da praça Duomo. Embaixo da praça! :O Eita arquitetura moderna essa do século 19! Quero ver um arquiteto de hoje construir uma praça por cima do rio e deixar o rio intacto, saindo bonitinho pelo outro lado. Quero ver!

 

Catânia

6. Não almoce nesta Trattoria

Para o almoço, fomos buscar um restaurante que nos haviam recomendado – mas estava fechado! Nossa solução foi caminhar um pouco e encontrar algum lugar aberto perto do centro, e depois pegar a estrada em direção à Palermo, para nosso último dia de viagem. Mas comemos tão mal que não vale a pena comentar muito a respeito… Só vale dizer que se você encontrar um lugar bonitinho chamado “Trattoria I Vecchi Sapori” não vá!!!! O lugar visto de longe é até agradável, mas você vai comer algo que seu irmão de 5 anos gripado faria melhor. Isso é tudo.

7. Passeio pelo Etna

Nós infelizmente não conseguimos ir ao vulão Etna, mas vi tantas fotos lindas que preciso recomendar este passeio aqui no post! Há muitas excursões de 1 dia saindo de Catânia rumo ao Etna, aqui neste link tem tudo explicadinho como funciona, super recomendo!

Mais sobre a nossa viagem

Voltamos a Palermo durante o dia (a gente tinha aprendido que estrada a noite era furada na Sicília) e chegamos lá ainda havia luz. A viagem de Catânia a Palermo é mais curta e mais segura, em 2 horas estávamos já chegando no destino final, um vilarejo muito perto de Palermo que se chama Balestrate. Típica vila de pescadores (a vista do mar é linda) e com um spa (ganhamos de presente de casamento, por isso ficamos lá) que é talvez a grande atração do lugar. É um lugarzinho charmosinho, bonitinho, bem “inho”. Eu não recomendaria a visita, vale passar mais tempo em Palermo ou Catania, exceto se você ganhar uma diária spa de presente, aí vale e muito! 😀 Nós ganhamos massagem e águas termais, delícia! Fyno, né?!

Ciao, Sicília!

Este foi o último dia de nossa viagem para a Sicília. Se quiser ler sobre o dia #1, clique aqui. E o segundo dia, você encontra aqui! Nós adoramos conhecer esta ilha e foi muito especial ter as dicas dos nossos amigos de lá.

Nossa viagem começou numa sexta-feira em Palermo, sinalizada no mapa com a letra A. Lá chegamos no aeroporto de Palermo usando a cia aérea VOLOTEA, que faz vôos mais baratos na Itália. Em Palermo alugamos um carro com a empresa Sicily by Car (Não recomendo! Atendimento muito ruim!) e no mesmo dia chegamos no ponto (B) do mapa, Messina! No segundo dia conhecemos Messina e Taormina (C) e fomos dormir em Catânia (D). No quarto dia conhecemos Catânia pela manhã e dirigimos até Balestrate (E) onde ficamos hospedados no SPA e descansamos das horas de estrada e da comilança da páscoa siliciana! Na segunda-feira voltamos a Palermo, devolvemos o carro e voamos de volta para Gênova! Foi incrível! 😀

Imagen

Ainda ficou faltando conhecer muitas cidades da Sicília, mas vai ficar para uma próxima vez! Um blog que eu recomendo a leitura é este aqui: Descobrindo a Sicília que tem várias dicas sobre a ilha e possui um acervo com outras cidades, vale a pena conhecer! E se precisar de dicas sobre a Sicília, pode me escrever, estarei feliz em ajudar.

Links úteis para viajar pela Itália

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem pela Itália. E se pintar alguma dúvida, já sabe, mande uma mensagem aqui no blog que será um prazer te responder!

Antes de mais nada, veja alguns roteiros interessantes escritos para quem vai pra Itália:

Além destes roteiros, aqui vai uma lista com dicas de algumas cidades:

Claro que tem muito mais posts, então para ler todos os posts sobre a Itália, é só clicar aqui neste link.

Se você vai viajar de carro pela Itália, talvez valha a pena dar uma lida neste post com dicas para alugar um carro pela Europa. Lembre-se de que o trânsito na Itália é meio nervoso e talvez seja prudente olhar com antecedência as tarifas das locadoras e comparar seguros, preços e condições. Sugiro sempre comparar pelo site da Rental Cars que já coloca todas as locadoras de uma vez juntas.

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Achei os preços deles ótimos e eles dão 5% de desconto para os leitores do blog se você fizer o seguro através deste link aqui.

Procurar um hotel na Itália pode ser meio complicado, aqui vai uma lista com as melhores opções de hotéis para ficar em algumas cidades italianas:

Se ainda assim precisa de ajuda, eu fiz este post com algumas dicas para economizar na hora de reservar um hotel. Eu sempre recomendo o uso do Booking.com como ferramenta para comparar tarifas e reservar as melhores ofertas.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português, como por exemplo, este tour completo do Vaticano.

Finalmente, quem estiver viajando pela Itália, não pode perder a oportunidade de comer um “Aperitivo“, que é tipo a nossa "happy hour" mas com comida grátis inclusa - ou quase grátis. E claro, ninguém pode deixar de provar a pizza na Itália, né?