Há pouco estivemos no Lago Bannalpsee para fazer uma das trilhas mais legais de verão aqui pela Suíça. Fazia muito tempo que eu queria fazer esta trilha, e ficava sempre babando nas fotos da Monique e da Fabiane, que também possuem posts sobre o lago e várias dicas da Suíça.

Lago Bannalpsee

Foi neste primeiro de agosto, dia nacional da Suíça, que resolvemos explorar o lago Bannalpsee e a rota até Oberfeld, um hotel de montanha/restaurante para os peregrinos de montanha. Um passeio para esquecer do mundo e fazer uma imersão na natureza alpina, maravilhoso!

Lago Bannalpsee

Onde fica o Lago Bannalpsee?

Fica no cantão de Nidwalden, próximo a Lucerna e a Engelberg. Como é bem no meio-norte da Suíça, é um passeio excelente para quem está em cidades como Zurique, Lucerna e até mesmo Berna. Seja qual for o seu ponto de partida, separe um dia inteiro para este passeio, principalmente se o seu plano for fazer as trilhas lá no topo da montanha (o que é o melhor plano, garanto!).

Como chegar no Lago Bannalpsee?

Você vai precisar chegar até o vilarejo de Oberrickenbach e buscar o ponto chamado Fellboden, de onde saem os bondinhos até o topo da montanha.

Para chegar até Fellboden, a forma mais fácil é ir de carro (consulte aqui boas ofertas). Eu quando fui peguei um trem até Lucerna (saindo de Zurique) e de lá aluguei um mobility, que só está disponível para residentes da Suíça. De carro são 25 minutos entre Lucerna e Fellboden, estrada bem tranquila.

Mas também é possível chegar usando o transporte público. Para isso, você vai precisar pegar um trem da estação de Lucerna até a estação de Wolfenschiessen e depois um ônibus até Oberrickenbach, Talstat. De lá você já estará pertinho dos bondinhos para ir caminhando.

Opção 1: Vá de carro até Fellboden para pegar os bondinhos ou

Opção 2: Vá de trem até Lucerna, pegue um trem até Wolfenschiessen, pegue o ônibus 331 até Oberrickenbach, Talstat.

Chegando em Fellboden, há dois bondinhos que você pode escolher, o primeiro até Chrüzhütte que deixa em um ponto onde você precisará caminhar por aproximadamente 20 minutos de trilha até o Lago Bannalpsee, e o segundo já deixa no próprio lago Bannalpsee, sem trilha. O preço é o mesmo, custa 21 CHF ida e volta por pessoa, não aceita descontos com o Swiss Travel Pass ou qualquer outro passe e só aceita dinheiro como forma de pagamento.

Nós fomos até Chrüzhütte para fazer a caminhada que já rende fotos lindas na montanha!

O que fazer no Bannalpsee?

Durante o verão, uma opção interessante é ir bem cedinho, fazer as trilhas da montanha e parar nos pontos próximos ao lago onde há espaço para fazer churrasco e assar uma carninha à la suisse. O churrasquinho suíço é bem mais simples que o nosso, eles assam salsichas, hambúrguer e pequenos pedacinhos de carne, nunca usam o espeto e sim, grelhas pequenas. Há espaços onde é permitido fazer fogo, você só precisa levar a sua própria carne, o fogo e alimentadores para o fogo. Há lenha disponível, mas se você preferir assar com carvão, leve também.

Lago Bannalpsee

Outra opção é levar lanches na mochila (o que eu sempre faço) e arranjar um espaço para fazer um piquenique na natureza. Neste caso, leve lanches, água, frutas, e se conseguir, uma canga ou toalha para sentar-se sobre ela.

Lago Bannalpsee

Há diversas trilhas na montanha, algumas delas mais longas que outras, porém todas de nível moderado – ou seja, dá pra fazer mas é importante ter um condicionamento físico razoável. Nós optamos por fazer a trilha de Chrüzhütte até Bannalpsee (20 minutos), chegamos no Lago e demos meia volta nele até chegar na encruzilhada que leva até a trilha 8, mas fizemos o passeio até Oberfeld. Tempo total, 3h30 de caminhada (ida e volta até o bondinho do Bannalpsee) com tempo para fotos e descanso rápido para tomar uma coca-cola em Oberfeld.

Na entrada do bondinho está disponível um pequeno mapa das trilhas, para ajudar a orientar o passeio.

Lago Bannalpsee

Estivemos todo o tempo na trilha branca-vermelha-branca, que é de dificuldade moderada, ou seja, exige um bom condicionamento físico, mas nada absurdo. Fizemos a trilha com tênis normais de corrida e sem aqueles bastões profissionais. Mas eu confesso que senti falta de melhor equipamento para a descida, que tem pequenas pedrinhas que podem escorregar.

Lago Bannalpsee

 

Há quem suba até o Bannalpsee de bondinho e desça até Fellbboden pela trilha de número 1, mas nós preferimos ir e voltar de bondinho para somente aproveitar as trilhas lá no topo, e nos divertirmos com os cenários alpinos.

Lago Bannalpsee

É possível nadar no Lago Bannalpsee, mas eu não quis entrar na água – apesar o sol, batia um ventinho desanimador quando terminamos a trilha. Vimos, porém, alguns – poucos – corajosos na água. Havia um senhor remando um barquinho também, mas depois o perdi! Não sei se ele alugava o barquinho ou se era só um pescador mais animado.

Há um restaurante em Bannalpsee também, que serve comidas típicas e é um bom ponto de referência para quem ficou com vontade de algo mais elaborado.

Lago Bannalpsee

Lago Bannalpsee

Bannalpsee no inverno

No inverno, o Bannalpsee vira uma estação de caminhadas alpinas, que requerem sapatos especiais. Há pistas de esqui lá no alto também, chegando por Chrüzhütte. Se chegar por Bannalpsee, deve caminhar até Chrüzhütte com estas raquetes especiais para neve. Os restaurantes não funcionam no inverno, somente durante os meses de Maio a Outubro.

Últimas dicas sobre o Lago Bannalpsee

Para aproveitar bem (durante o verão) e fazer as caminhadas na montanha, leve água (2 litros por pessoa), protetor solar e boné. Eu também levaria castanhas que ajudam a dar aquela energia durante a trilha sem pesar no estômago. Frutas para depois das caminhadas são bem vindas. Eu sempre levo uma camiseta extra para trocar, caso o suor fique insuportável, bem como uma toalhinha de rosto, às vezes é importante. Um casaco impermeável leve ajuda a suportar vento e possíveis rajadas de chuva, que são bastante comuns no verão, quase sempre no final da tarde. Por fim, nunca faça trilhas sozinho! Pode ser perigoso! Para emergências, o resgate na Suíça está no telefone 1414.

Lago Bannalpsee

Sobre a viagem #CalorNosAlpes

Esta viagem foi a primeira press trip patrocinada aqui do blog, um projeto que conseguiu vários parceiros e começou com uma simples pergunta: Será que a galera conhece as maravilhas do verão na Suíça?

Depois de algumas horas matutando a cabeça e conversando com várias pessoas, surgiu a ideia de fazer uma viagem completa pela Suíça durante o verão, para mostrar pra todo mundo o quanto pode ser fantástico passar férias de verão europeu por aqui. A viagem virou um livro, que pode ser comprado aqui na nossa loja virtual. O livro é um guia de turismo para a Suíça, repleto de imagens fantásticas e muita inspiração para que você também faça uma viagem perfeita pela Suíça!

Compre aqui: Calor Nos Alpes, o guia da Suíça no Verão