Se você mora no hemisfério norte como eu, talvez já tenha passado por algum período mais deprê durante o inverno. No meu caso, sempre que começa a esfriar rola uma leve queda no meu humor e me sinto mais introvertida, meio sem vontade de fazer nada. É bem normal isso acontecer, principalmente porque os dias vão ficando mais escuros, as opções de passeios ao ar livre vão ficando mais escassas e as camadas de roupas tendem a aumentar progressivamente no inverno.

Para completar, é justo o momento contrário no Brasil, onde começa a esquentar e todo mundo se prepara para as férias, festas e verão. É pintar Dezembro no calendário e já passa a pipocar na minha timeline uma porção de fotos coloridas e desimpedidas de praia, de cachoeira, de céu azul e água cristalina! Eta saudade!

À medida que vai chegando o natal, o ano novo, as férias e o calor ensolarado do verão brasileiro, no outro lado do mundo vão chegando dias escuros, frios e chuvosos no inverno. E se duvidar a gente acaba passando todo o inverno trancado em casa sem fazer nada.

Mas há uma luz no fim do túnel! Se você também não é muito fã do inverno, aqui vai uma lista de coisas para fazer que vão ajudar a passar a temporada fria sem nenhuma gota de melancolia! São coisas simples que eu observei nos lugares onde passei meus últimos invernos! É gelado, mas dá pra encontrar muito calor humano, vem comigo!

1. Lembre-se que o inverno é passageiro

A maioria dos nascidos no hemisfério norte adora o inverno. Mas não é só o inverno, eles adoram todas as estações do ano e a chegada de cada estação os faz comemorar, arrumar um motivo para curtir aquele momento. O que acontece é que eles sabem que em breve esta estação vai terminar e só daqui a um ano ela volta. Parece óbvio, né?

Mas é o seguinte, essa galera prefere aproveitar o que cada estação tem de bom. Faz sentido! É assim com a comida da época, com as atividades da época, com as roupas da época, etc.

Então tente encontrar algo exclusivo do inverno que te chame a atenção e aproveite enquanto dura. Eu adoro comprar um pulôver novo ou um cachecol novinho e quentinho para o frio. Me dá motivação para me arrumar e cuidar de mim! Também gosto de cozinhar pratos que combinam mais com o inverno, como o fondue de queijo, sopas ou algum bolinho para comer com café. Adoro entrar em cafés novos também e conhecer alguma padaria diferente. E é sem dúvida a estação do ano para por em dia a leitura que ficou para trás durante o verão.

2. Vá para a casa dos outros no inverno

A maioria dos europeus e americanos que conheci se reúne na casa de seus amigos no inverno.

No verão eles vão para as ruas, bares, parques, praias. No inverno, a reunião é dentro das casas das pessoas queridas. Quando te convidarem para ir na casa de alguém, vá. E retribua, invente algo na sua casa também, chame amigos, conhecidos, colegas de classe. O inverno passa mais rápido assim.

3. Faça algum esporte na neve

Mesmo caindo neve pesada do lado de fora, os americanos e europeus seguem praticando esportes.

As academias estão lotadas no inverno, e além disso é nessa hora que eles aproveitam para se divertir com a neve. Esqui? Patins de Gelo? Trenó?

Eles adoram, e vão em busca destas opções mesmo que não tenham muita experiência. Cair faz parte da diversão, eles caem e dão risada disso, dentro dos limites de segurança, claro. Mas o importante é que eles se mexem no inverno, portanto, vá mexer seu corpo você também.

Eu me inscrevi numa aula de Barre3, que é tipo um pilates com ballet que estou adorando! Perfeito para fazer amizades novas também!

4. Mantenha a cabeça produtiva durante o inverno

A maioria dos cursos, hobbies e atividades culturais em lugares fechados são intensas no inverno. É no inverno que a maioria dos nascidos no hemisfério norte aumentam sua produtividade, se inscrevem na aula de canto, do curso de vinho, na dança de salão. 

E normalmente em janeiro se iniciam as classes invernais destas atividades extra-curriculares. Vá se inscrever em algo você também! Pode ser a hora certa para aprender a costurar, tocar violão ou fazer chocolate!

5. Frio é questão de roupa

Será necessário investir numa roupinha mais quentinha, mesmo que você só use por este momento. No hemisfério norte quase ninguém passa frio no inverno, e é por isso que eles gostam da estação.  Se você prestar atenção nas roupas dos europeus no inverno, a maioria – salvo algumas exceções bizarras – terá seus pés muito bem protegidos, peito fechado e gorro na cabeça.

Essa é a fórmula que dá certo, já que pés e peito aquecidos são a dupla dinâmica para não sentir frio e o gorro porque 30% do nosso calor vai embora pela cabeça.

Eu honestamente exagero meus looks: meia de lã, sapato com sola de borracha e impermeável, roupas de baixo térmicas, luva, cachecol, gorro e um casaco poderoso. Odeio vestir tudo isso, mas é o jeito… Até que tem seu charme, vai! Aproveite para dar uma lida no meu guia de como se vestir para o inverno.

Leia também:
Viagens no inverno: como sobreviver à temperatura extrema
6 dicas valiosas para as suas viagens de inverno

6. Alimente-se de forma balanceada

Ok, é a época de comer fondue, massas e coisas quentinhas, mas esqueça a ideia de que seu inverno será só isso.

Na verdade, percebi que é nessa época que os europeus mais cuidam da alimentação, preparando saladas, sopas, sucos e o que for necessário para manter os níveis de vitaminas lá em cima e assim, evitar que se adoeçam. Além disso, suplementos de vitaminas aparecem aos montes nos supermercados e farmácias, portanto, compre aquela vitamina C efervescente e cuide do seu cardápio diário! Ah, vitamina D também é importante!

pratos para provar na Suíça

7. Aprenda a lidar com a falta de sol

Apesar da maioria dos dias no inverno serem um pouco cinzentos e sem graça, há alguns dias de sol no inverno que devem ser aproveitados! Aproveite os dias de sol, ainda que eles não sejam tão quentes quanto deveriam. Saia, vá receber um pouco de luz no rosto e respirar – bem agasalhado, please – o ar puro do inverno.

Tomar sol faz bem, aumenta os níveis de vitamina D, que estão diretamente relacionados com o nosso sistema imunológico. Sente em um cantinho ensolarado e desfrute de uns 15 minutos de sol. Lembrando que se você estiver exposto ao sol por mais tempo, é necessário usar filtro solar, ainda mais se tiver com neve por perto.

Mas sério, se o dia estiver iluminado, APROVEITE!

8. Regule o seu relógio biológico

Brasileiros têm a sorte de ter em média 12 horas de luz solar o ano inteiro, o que de certa forma regula nosso horário biológico. Quando começa a amanhecer é quando começamos a acordar, uns mais cedo que os outros, é certo, mas quase sempre orientados pela luz. Quando a maioria de nós acorda no Brasil, já há um pouco de luz, o que não é o caso dos moradores do hemisfério norte no inverno.

Vai parecer estranho começar o dia na escuridão como se fosse madrugada, mas isso não é motivo para reclamar. Pelo contrário, os nativos do norte seguem o relógio de verdade. Comece a usar um relógio de pulso ou acompanhe o relógio de tempos em tempos para que você não se perca nos dias mais escuros, seja pela manhã ou pela noite!

9. Ocupe o seu tempo livre de forma produtiva

Saia do facebook, twitter, instagram e faça outras coisas com seu tempo livre. Por exemplo, um livro, um cineminha, um teatro, um show, um filme, enfim, algo que não te faça lembrar como está o verão do lado de lá.

Porque logo o verão do Brasil vai acabar e você não vai ter aproveitado nada vendo o calor dos seus amigos pelo celular. Procure distrair-se com as opções que você tem por perto, e se pintar aquela deprê, me manda uma mensagem! Conversar faz um bem danado pra gente e ajuda a aquecer o coração! 😀 ♥

Bom inverno galera! 😉

Imagem destacada:  Banco de Imagens iStock
Créditos: Martin Dimitrov