Há quem leve uma mala de acessórios, mas será mesmo necessário? Tudo será usado? Claro que não, porém a insegurança e falta de planejamento fazem com que as peças pareçam indispensáveis.

O que são acessórios?

Sapatos, bolsas, bijuterias, joias, cintos, lenços, óculos, chapéu e qualquer outro objeto que possa compor um look que não seja peça de roupa, são considerados acessórios.

É importante saber que eles servem para enfeitar, geralmente é com eles que conseguimos expressar a personalidade e dar aquele toque pessoal no look. Há quem ame acessórios e os use de maneira descontrolada. Certa vez ouvi um rapaz comentando sobre uma moça: “parece uma árvore de natal de tanta coisa pendurada”. Um comentário indelicado, porém, ao mesmo tempo uma percepção que vale ser pensada.

O famoso: menos é mais. E a valiosa dica de quando achar que está bom, tire algo.

Mesmo quem não é adepta aos enfeites, não tem como fugir dos acessórios. Todos usam sapatos e precisam de no mínimo, uma bolsa.

Mas na hora de viajar, os pequenos objetos indispensáveis ganham volume e são responsáveis por uma grande porcentagem do peso da mala. Por isso, use a mesma regra que ensinamos na matéria separar e editar. Conforto, praticidade e coerência ajudarão na hora de escolher que acessório levar.

Acessórios de Viagem

Como separar os acessórios?

O conforto deve ser o mais importante na hora de pensar nos sapatos. Ninguém vai querer perder a viagem por ter machucado os pés, algo muito comum nos viajantes ao escolher o sapato novo. Ou leve apenas sapatos que já tenha usado. Estrear um sapato em uma viagem pode ser uma roubada e trazer uma bela dor de cabeça, ou melhor, dor nos pés.

Se você é do grupo fashionista e não perderá o estilo por nada, aprenda a unir a beleza com o conforto. Se não usa roupas esportivas no dia a dia, talvez não precise usar no momento de curtir você mesma. Mas lembre-se: beleza é importante e conforto também.

Praticidade é o sinônimo da bolsa que irá escolher para viajar. E a coerência deve ser usada principalmente na escolha das bijuterias e joias. Tem lugar e hora para tudo. Pense se aquele objeto combina mesmo com o destino.

Não leve muitas peças pequenas, a chance de perder é grande. Escolha peças-chave ou coringa, aquela que consegue transitar por vários looks, assunto da próxima matéria.

Perdeu os outros posts desta série?

A Carol Camocardi é a nossa colunista de moda e escreve dicas para ajudar você a viajar com conforto, estilo e malas sem frescura! Par ler todos os artigos da Carol, clique aqui. Saiba mais sobre a Carol aqui no link da bio. E conheça os serviços exclusivos da Carol Camocardi para ajudar no seu estilo.