Há pouco tempo fiquei pela primeira vez hospedada num apartamento do AirBnB. Aqui eu te conto como é ficar num AirBnB, um apartamento real, em vez um hotel.

Mas antes, deixa eu te falar que eu sou bem exigente com os hotéis onde me hospedo. Na verdade, eu busco sempre estar num lugar limpo, bem localizado, com boa infra-estrutura e de preferência, com bom preço. Eu não busco padrão de estrelas porque acho que isso é muito relativo e depende de cada país. Eu busco um lugar onde eu me sinta segura, confortável e em um bairro fácil para a locomoção de transporte público – que é quase sempre a minha preferência em qualquer viagem. Se o lugar tiver estrelas, elas vêm de bônus!

ficar_airbnb_7

Dito isso, vamos às minhas preocupações iniciais antes de ficar num AirBnB AirBnB pela primeira vez:

Será que é seguro ficar num AirBnB ?

Essa era a minha primeira preocupação porque, óbvio, você vai dormir na casa de alguém. O medo foi embora quando olhei nos olhos da moça que me alugou o apartamento. Nós trocamos idéia por alguns minutos e ali pude sentir que ela era uma pessoa que tinha interesse que seus “hóspedes” se sentissem seguros também. Afinal, o AirBNB é para ela uma fonte de renda, e se eu não gostasse do lugar, poderia ter feito uma avaliação negativa do apartamento e desta forma, menos pessoas fariam a reserva no apartamento dela.

Será que o AirBnB é limpo?

Assim que cheguei no quarto, dei aquela boa medida com os olhos tortos e logo relaxei: o apartamento estava em perfeitas condições, faxinado, com toalhas e lençóis limpos, e aquele cheirinho de limpeza no ar. Passou no teste. Se você não curtir, sempre tem a opção de reclamar da limpeza no site!

Será que o AirBnB é bem localizado?

Eu fiz a busca de um apartamento bem localizado, conforme o mapa da cidade. O interessante é que há vários apartamentos em várias cidades e as pessoas podem escolher qual bairro lhes convêm mais. No meu caso, eu preferi um lugar próximo à estação, mas honestamente, tem de tudo. É um item a pesquisar com calma na plataforma na hora de ficar num AirBnB.

Tem algum serviço num AirBnB?

Na real, não. Você não está indo para um hotel. Não tem serviço de quarto, nem café da manhã, e justamente esta é a idéia de quem vai ficar num AirBnB. A experiência será como se você tivesse vivendo na cidade, na casa de um morador local. Então é você quem cozinha e arruma a sua própria bagunça. E é bom deixar as coisas organizadas, porque o dono do apartamento também pode te avaliar no final da experiência. Ele pode dizer várias coisas que te deixariam mal na fita do AirBnB, então é melhor ter bom senso com as coisas alheias! 😉

E o preço, compensa ficar num AirBnB?

E se compensa! Eu economizei 60% do valor de uma diária de um hostel, ou seja, saiu mais barato que qualquer outra opção de hospedagem na mesma cidade.

ficar_airbnb

Como funciona o AirBnB?

Para reservar um quarto no AirBnB, você vai precisar se cadastrar no site deles e em seguida já poderá buscar apartamentos na cidade escolhida. Quando você achar um lugar bacana, pode mandar uma mensagem para o dono do apartamento e tirar as suas dúvidas. Se você não tem dúvida, é só fazer a reserva e o pagamento.

É o Airbnb quem processa o pagamento, ou seja, você faz o pagamento ao AirBnB mas o dono só recebe o dinheiro depois da sua estadia. Se alguma coisa acontecer no meio do caminho e você não conseguir viajar, precisa conversar com o AirBnB e entender as políticas de cancelamento deles.

Depois da sua estadia, chegará uma mensagem no seu e-mail para avaliar aquele apartamento que você se hospedou. Você pode avaliar tudo nos mínimos detalhes ou fazer algo mais superficial, mas eu acho que quanto mais detalhes, melhor para todo mundo – inclusive para você, no futuro.

Finalmente, é importante olhar que há sempre opções de apartamentos inteiros reservados para você ou quarto na casa de alguém. Eu fiquei num apartamento inteiro (que era na verdade uma kitinete) e super compensou a privacidade extra! 🙂

Se eu voltaria a ficar num AirBnB?

Claro que sim, principalmente em lugares cuja oferta de hotéis costuma doer no bolso, como é o caso da Suíça. O apartamento que eu fiquei em Zermatt, por exemplo, rendeu a subida nas montanhas da região. Mas eu sempre estarei atenta aos comentários deixados por outros hóspedes! Uma prática que a internet agradece! 😀

Quem quiser um crédito para ficar num AirBnB, é só acessar este link com o meu perfil da rede que eles dão descontos!

Links úteis para a sua viagem

Aqui vai uma lista com alguns links interessantes para te ajudar com a sua viagem. Se tiver dúvida, é só fazer um comentário que eu responto!

Para encontrar um hotel bom e barato, eu uso o Booking.com. Mas eu tenho alguns truques aqui neste post com dicas para economizar na hora de reservar um hotel.

Outra ferramenta legal para encontrar passeios e tours é a Get Your Guide. Essa é uma empresa que seleciona tours em todo o mundo e você pode reservar os passeios com antecedência sem sair de casa. Os preços deles são ótimos e tem muita coisa em Português! Além dessa, eu uso bastante a Tiqets, que tem a vantagem de dar os bilhetes no celular, sem precisar imprimir.

Para quem viaja de carro, aqui vai um post com dicas para alugar um carro pela Europa. A lógica é parecida para outros continentes. Para comparar as tarifas das locadoras, eu uso o site da Rental Cars que já coloca todos os preços juntos e poupa um tempo danado!

Recentemente eu descobri a Seguros Promo para quem precisa cotar seguro de viagens ao redor do mundo. Como o seguro de viagem é obrigatório para muitos lugares, eles dão boas ofertas e 5% de desconto para os leitores do blog se você clicar neste link aqui.


Booking.com